Revista ABTPé 3.1 - Ano: 2009

Artigos

Sarcoma sinovial: uma condição rara como síndrome do túnel do tarso

Synovial sarcoma: an unusual presentation as tarsal tunnel syndrome

Jorge Mizusaki, Hélio Ishihara, Sérgio Damião Prata, Silvia Iovine Kobata

Abstract:

Tarsal tunnel syndrome is a rare pathology which is characterized by the presence of compressive
neuropathy in the tarsal tunnel. The diagnosis is based on the patient’s history
and on the clinical findings. Pressure on the tibiae nerve and its terminal branches may be
caused by intrinsic or extrinsic factors. The presence of a mass in association with tarsal
tunnel syndrome may be frequently caused by a benign tumor or non-tumoral structures
that compress the nervous structures of the area. This paper reports an uncommon case of
this syndrome which was caused by synovial sarcoma.

Keywords:Tarsal tunnel syndrome; Sarcoma, synovial; Sarcoma; Nerve compression syndromes

Resumo:

A síndrome do túnel do tarso é uma patologia rara, caracterizada pela presença de neuropatia
compressiva no túnel do tarso. O diagnóstico é realizado com base na história do
paciente e nos achados clínicos. A compressão do nervo tibial e seus ramos pode ser devido
a fatores intrínsecos ou extrínsecos. A presença de massa na topografia do retináculo dos
flexores, associada à síndrome do túnel do tarso, pode ser ocasionada mais frequentemente
por tumor benigno ou por estruturas não tumorais comprimindo as estruturas nervosas da
região. Este trabalho descreve um caso incomum de síndrome do túnel do tarso causada
por sarcoma sinovial.

Descritores:Síndrome do túnel do tarso; Sarcoma sinovial; Sarcoma; Síndromes de compressão nervosa

[ baixe o PDF ]

Hálux valgo em homens: demografia, etiologia e radiologia comparativas

Hallux valgus in men: demography, etiology and comparative radiographic

Caio Nery, Flávio José Ballerini, Silvia Iovine Kobata

Abstract:

Objective: The high frequency of hallux valgus in females is a known fact and has been widely mentioned in the literature. This finding tends to obscure the importance and the characteristic details of the hallux valgus in men. The severity of the deformity, its precocity and hereditary feature seem to be greater in men, but there are no reports in literature that prove these impressions, this is the objective of the present study. Methods: The records and plain radiographs of 31 men (53 feet) with diagnosis of hallux valgus were analyzed from 1985 to 2005. During that period, the senior author (CN) performed 812 procedures for hallux valgus correction in women. In order to find out gender related differences in this deformity, 31 women’s files, pared by age and affected side, were randomly selected and both clinical and radiological data were statistically compared. Results: The onset of the complaints in men was equally distributed among decades, indicating that the deformity begins earlier in this group. Among men, we can find 68% of deformity heritage: 58% from mother and 10% from father. Only 35% of the women showed inheritance of the deformity. No correlation with shoe wear was found among men. The angular radiological parameters – hallux valgus angle (HVA), distal metatarsal articular angle (DMAA) and tarsal metatarsal angle (TMA) – were significantly greater in men. The main gender difference was found to be the DMAA. This finding was supported by the first MTP congruence that was greater in men (m=57%; f=30%). No correlation with metatarsus primus varus or pes planus was found in either sex in this study. Conclusions: Based on our observations, it is possible to conclude that hallux valgus in men is a hereditary deformity, mainly transmitted by mother, with precocious onset and high severity when compared to women. We found the proportion of incidence of 15 females per 1 male in our study. The main intrinsic factor responsible for the hallux valgus in men is the high DMAA (set angle).

Keywords:Hallux valgus/epidemiology; Hallux valgus/etiology; Hallux valgus/radiography; Hallux valgus/congenital; Men

Resumo:

Objetivo: A alta frequência do hálux valgo nas mulheres é fato bem conhecido e difundido
na literatura. A diferença de incidência, no entanto, obscurece os detalhes e características
dessa deformidade no homem. Há uma impressão corrente de que o hálux valgo é uma deformidade mais intensa e precoce, transmitida geneticamente e mais resistente ao tratamento
no sexo masculino, mas não dispomos de trabalhos bem conduzidos para confirmar essas
hipóteses. Esclarecer detalhes sobre o caráter familiar e hereditário do hálux valgo e apresentar
os resultados da análise clínica e radiológica retrospectiva, em uma série de pacientes do sexo
masculino portadores da deformidade são os principais objetivos deste trabalho. Métodos:
Os prontuários e as radiografias simples de 31 homens (53 pés) com diagnóstico de hálux
valgo foram coletados de 1985 a 2005. No mesmo período, o autor principal (CN) realizou
812 cirurgias para a correção de hálux valgo em mulheres. Com o intuito de detectar diferenças
relativas aos sexos dessa deformidade, os prontuários e radiografias de 31 mulheres,
pareadas pela idade e lado afetado, foram aleatoriamente selecionados e os dados coligidos,
estatisticamente comparados. Resultados: A enfermidade do hálux valgo em homens surgiu
de forma equilibrada entre os diversos grupos etários, inclusive nos mais jovens, o que indica
o surgimento mais precoce da deformidade nesse sexo. Entre os homens, encontramos 68%
de casos com hereditariedade comprovada: 58% herdados da mãe e 10% do pai. Apenas
35% das mulheres estudadas puderam demonstrar o padrão hereditário. Não foi confirmada
correlação entre a deformidade no homem e o uso de calçados inadequados na população estudada. Os parâmetros angulares radiográficos – ângulo de valgismo do hálux (AVH), ângulo
articular distal metatársico (AADM) e o ângulo tarsometatársico (ATM) – foram significativamente
maiores no homem. A principal diferença entre os sexos ficou a cargo do AADM.
Esse achado se coaduna com a maior congruência da primeira articulação metatarsofalângica
observada no sexo masculino (m=57%; f=30%). Não foram observadas correlações entre
o metatarso primo varo e os pés planos em ambos os sexos. Conclusões: Com base em
nossas observações, podemos concluir que a deformidade do hálux valgo no homem é uma
deformidade hereditária, principalmente transmitida pelos genes maternos, com surgimento
precoce e de maior intensidade quando comparada com à forma como acomete a mulher.
Determinou-se a proporção de incidência de 15 mulheres para 1 homem neste estudo. O
principal fator intrínseco responsável pela expressividade do hálux valgo no homem é o ângulo
articular distal do primeiro metatársico (AADM).

Descritores:Hállux valgus/epidemiologia; Hállux valgus/etiologia; Hallux valgo/radiografia; Hállux valgus/congênito; Homens

[ baixe o PDF ]

Avaliação etiológica da dor crônica após entorse do tornozelo

Etiologic evaluating of chronic pain after ankle sprain

João Luiz Vieira da Silva, Leandro de Albuquerque Schulhan, Bruno Arnaldo Bonacin Moura, Luiz Fernando Bonaroski, José Tarsio de Campos Filho, Sérgio Arthur Manfredinni Vianna

Abstract:

Introdução: O entorse lateral do tornozelo é a lesão mais comum na prática esportiva, tratada
conservadoramente com evolução satisfatória em sua maioria. Entretanto, após um ano da lesão
surgem dores esporádicas e intermitentes em até 40% dos pacientes. Objetivo: A proposta deste
estudo foi avaliar, em pacientes com história de entorse de tornozelo e que evoluíram com dor
crônica, a presença de instabilidade clínica e lesão osteocondral do tálus. Métodos: Entre janeiro
e agosto de 2008, foram avaliados 18 pacientes com uma anamnese dirigida, avaliação clínica específica, radiográfica e tomográfica (TAC). O tratamento inicial e o escore American Orthopaedic
Foot and Ankle Society (AOFAS) foram anotados. Resultados: Após a realização da tomografia
computadorizada, diagnosticaram-se três lesões osteocondrais do tálus (17%). Foram observados
cinco casos (28%) de instabilidade clínica persistente do tornozelo, sendo que nenhum desses
pacientes tinha lesão osteocondral associada. O exame clínico e a TAC definiram a etiologia da dor
em 45% dos pacientes. Conclusão: Os autores sugerem a utilização de métodos complementares
de diagnóstico, como a ressonância nuclear magnética e artroscopia.

Keywords:Entorses e distensões; Traumatismos do tornozelo; Dor/etiologia

Resumo:

Introduction: An ankle sprain is the most common injurie in sports and is treated conservatively,
with good results in the majority of cases. Therefore, after a year, sporadic and intermittent pain
becomes in up to 40% of patients. Objective: The purpose of this study was to evaluate the ankle
instability and osteochondral injuries of the talar dome in patients with ankle sprain history that
had developed chronic pain. Methods: Between January and August of 2008, 18 patients were
evaluated through a clinical history, physical specific examination, radiographic and axial computed tomography (ACT). Initial treatment and American Orthopaedic Foot and Ankle Society (AOFAS) score were recorded. Results: The ACT found three types of osteochondral injuries of
the talar dome (17%). Ankle instability occurred in 28% of the patients, with no associated osteochondral injuries. Clinical examination and ACT has defined diagnosis in 45% of the patients. Conclusion: The authors suggest MRI and arthroscopy for diagnosis complementation.

Descritores:Sprains and strains; Ankle injuries; Pain/etiology

[ baixe o PDF ]

Técnica minimamente invasiva para tratamento cirúrgico do hálux valgo: avaliação clínica e radiográfica preliminar

The minimally invasive hallux valgus correction: a preliminary clinical and radiographic evaluation

João Luiz Vieira da Silva, Pedro Regianni Anzuatégui, Bruno Arnaldo Bonacin Moura, Luiz Fernando Bonaroski, José Tarsio de Campos Filho, Sérgio Arthur Manfredinni Vianna

Abstract:

Objective: Minimally invasive hallux valgus correction has been described with good results.
The aim of this study is to evaluate clinically and radiographically the Giannini’s procedure, also known as SERI. Methods: Twenty feet in 16 patients (four bilateral), aged between 36 to 66 years (mean age: 48 years) affected by mild/moderate hallux valgus were studied, with a mean follow-up of six months. Procedure: a 1 to 2 cm skin incision, subcapital osteotomy stabilized by a 2.5 mm Kirschner wire, bunion correction. The valuesmeasured before and after surgery are given for hallux valgus angle (HVA), intermetatarsal angle (IMA), distal metatarsal articular angle (DMAA), sesamoid subluxation (SS) and AOFAS score. Results: The mean preoperative HVA was 23º while at the follow up it was 10º, mean preoperative IMA was 11º, while at the follow-up it was 4º, mean preoperative DMAA 11º, while at follow-up it was 3º. Mean preoperative AOFAS score was 46 and 87 at follow-up. Mean preoperative SS was 1.7 (grade), and 0.65 at follow-up (p<0>Conclusion: The minimally invasive hallux valgus surgery showed good clinical and radiographic results, with adequate correction of the mild/moderate deformity, reporting 85% of good or excellent results.

Keywords:Hallux valgus/surgery; Hallux valgus/radiography; Osteotomy/methods; Metatarsal bones/surgery; Surgical procedures, minimally invasive

Resumo:

Objetivo: As técnicas minimamente invasivas para correção do hálux valgo têm mostrado
bons resultados. O objetivo deste estudo é avaliar, preliminarmente, clinica e
radiograficamente a técnica proposta por Giannini, conhecida como SERI Métodos:
Vinte pés em 16 pacientes (quatro bilaterais), com média de idade de 48 anos (36 a 66
anos), portadores de hálux valgo leve ou moderado, com seguimento médio de seis meses.
Procedimento: incisão medial de 1 a 2 cm centrada no colo do primeiro metatarso,
osteotomia subcapital linear, correção da deformidade, fixação intramedular com 1 fio
de Kirschner de 2,5 mm. Foram avaliados os seguintes valores pré e pós-operatórios:
ângulo metatarsofalângico (AMF), ângulo intermetatarsal (AIM), ângulo articular metatarsal
distal (AAMD), desvio dos sesamoides (DS) e escore American Orthopaedic Foot
and Ankle Society (AOFAS). Resultados: A média no pré-operatório do AMF foi 23º,
do AIM foi 11º, do AAMD de 11º e do DS de 1,7, enquanto a média no pós-operatório
do AMF foi de 10º, do AIM de 4º, do AAMD de 3º e do DS de 0,65. Através do procedimento
em estudo, houve redução de 12º no AMF, 6º no AIM, 7º no AAMD e 1
grau no DS, com ganho de 41 pontos no escore AOFAS (p<0>Conclusões: A técnica SERI mostrou-se aplicável com correção eficaz da deformidade
leve/moderada do hálux valgo no curto prazo, apresentando 85% de excelentes/bons
resultados clínicos e radiográficos.

Descritores:Hállux valgus/cirurgia; Hállux valgus/radiografia; Osteotomia/métodos; Ossos do metatarso/cirurgia; Procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos

[ baixe o PDF ]

Tratamento das fraturas articulares do calcâneo: avaliação dos resultados

Treatment of intra-articular calcaneal fractures: evaluation of results

Luiz Carlos Ribeiro Lara, Nelson Franco Filho, Delmo João Montesi Neto, Carlos Alberto Macedo Filho, Fabiano Fernandes Chagas, Luiz Augusto Rainere Bicudo

Abstract:

Objective: To assess the results of calcaneous intra-articulate fractures treated conservatively or surgically between 1996 and 2007. Methods: Forty-two patients with 46 calcaneous intra-articulate fractures were studied. After physical exam, radiographs and computerized tomography, the fractures were divided into three treatment groups: Group I, conservative: use of a cast boot for six weeks, indicated for articular fractures without displacement and in those with displacement, but with surgical contraindications; Group II, technique of Essex-Lopresti: fractures in tongue and central depression in block; Group III: fractures treated surgically with plates and/or screws, tomographically classified as Sanders II and III. The results were assessed using the evaluation scale of the American Orthopaedic Foot and Ankle Society (AOFAS). Results: The mean follow-up was 27 months (6 to 132 months). Group I presented as result an average of 71,1 points, Group IIpresented 77,1 and Group III 69,4 points. Conclusions: In Group I, the intra-articular fractures with displacement, with no conditions for surgery and treated conservatively, showed significantly worse results than those without displacement. In Group III, the fractures treated through open reduction and internal fixation which presented surgical complications had significantly worse results than those which developed without complications. In spite of different samples of fractures, there was no statistical difference between the results obtained in the different treatment groups employed. The best results happened in the group of fractures treated through the Essex-Lopresti method.

Keywords:Calcaneus/injuries; Fractures, bone/surgery; Orthopedic procedures/methods

Resumo:

Objetivo: Analisar os resultados das fraturas intra-articulares do calcâneo tratadas de forma conservadora ou cirúrgica, durante o período de 1996 a 2007. Métodos: A casuística foi constituída por 42 pacientes portadores de 46 fraturas intra-articulares do calcâneo. Após
exame físico, radiografias e tomografia computadorizada, as fraturas foram classificadas em três grupos de tratamento: Grupo I, conservador: uso de gesso suro-podálico por seis semanas; indicado para as fraturas articulares sem desvio e naquelas com desvio, mas com contraindicação cirúrgica; Grupo II, técnica de Essex-Lopresti: indicada para as fraturas em língua e afundamento central em bloco; Grupo III: fraturas tratadas cirurgicamente com placas e/ou parafusos, classificados tomograficamente como “Sanders II e III”. Os resultados foram analisados a partir da escala de avaliação da American Orthopaedic Foot and Ankle Society (AOFAS). Resultados: O tempo de seguimento médio foi de 27 meses (6 a 132 meses). O Grupo I apresentou como resultado a média de 71,1 pontos, o Grupo II apresentou 77,1 pontos e o Grupo III, 69,4 pontos. Conclusões: No Grupo I, as fraturas intra-articulares com desvio, sem condição para a cirurgia e tratadas conservadoramente, apresentaram resultados significativamente piores do que aquelas sem desvio. No Grupo III, as fraturas tratadas por redução aberta e fixação interna com complicações cirúrgicas tiveram resultados significativamente piores do que aquelas sem complicações. Apesar de amostras diferentes de fraturas, não houve diferença estatística entre os resultados obtidos nos diferentes grupos de tratamentos empregados. Os melhores resultados ocorreram no Grupo II, principalmente nas fraturas em língua tratadas pelo método de Essex-Lopresti.

Descritores:Calcâneo/lesões; Fraturas ósseas/cirurgia; Procedimentos ortopédicos/métodos

[ baixe o PDF ]

Lesões do tipo “turf toe” e hálux valgo traumático no atleta

Turf toe injuries and traumatic hallux valgus in the athlete

Jeremy J. McCormick, Robert B. Anderson

Abstract:

Injuries of the great toe are often underappreciated and can lead to significant functional disability. Among university athletes, Clanton and Ford(1) found that foot injuries were the third leading cause of missed time, and a large portion of these injuries involved the hallux metatarsophalangeal (MTP) joint. A sprain or tear of the capsular ligamentous structures of the first MTP joint is known as a turf toe injury. If unrecognized or mistreated, these injuries can lead to chronic problems, such as loss of push-off strength, persistent pain, progressive deformity and, eventually, joint degeneration. The focus of this article is to review the anatomy and function of the hallux MTP joint, describe the turf toe injury, and present our experience in diagnosing and treating a variant of turf toe injuries known as traumatic
hallux valgus.

Keywords:Athletic injuries/diagnosis; Hallux/anatomy & physiology; Hallux/injuries; Metatarsophalangeal joint/injuries; Sprains and strains/etiology; Sprains and strains/therapy

Resumo:

Lesões do hálux são subestimadas e podem levar à significativa disfunção. Entre os atletas universitários, é citada por Clanton e Ford(1) como a terceira causa mais frequente de ausência nos treinamentos, além de envolver a articulação metatarsofalângica. O estiramento ou a rotura das estruturas ligamentares e capsulares da primeira articulação metatarsofalângica é conhecida como lesão do tipo “turf toe”. Se não diagnosticada ou negligenciada, esta lesão resulta em afecção crônica, tais como perda de desprendimento do hálux, dor persistente, deformidade progressiva e, eventualmente, degeneração articular. O objetivo deste artigo foi revisar a anatomia funcional da articulação metatarsofalângica, descrever a lesão do tipo “turf toe” e apresentar nossa experiência no diagnóstico e tratamento das diferentes variações das lesões tipo “turf toe” conhecidas como hálux valgo traumático.

Descritores:Traumatismos em atletas/diagnóstico; Hallux/anatomia & fisiologia; Hallux/ lesões; Articulação metatarsofalângica/lesões; Entorses e distensões/etiologia; Entorses e distensões/tratamento

[ baixe o PDF ]

Osteotomia cuneiforme do calcâneo para correção do pé plano inveterado: resultados preliminares

Calcaneal osteotomy for correction of relapsed flat-foot: early results

Manlio Napoli

Abstract:

The author presents the early results of treatment of eight primary postural flat feet, still soft, by the technique of osteotomy with excision of the medial wedge of the calcaneum. Some problems of pes planus are discussed and the author draws the conclusion that the method proposed achieves good functional and anatomical results, once the operation is performed in patients who are 9 to 12 years old.

Keywords:-

Resumo:

O pé plano postural ou estático ocupa posição de destaque entre as deformidades posturais dos membros inferiores devido à sua grande frequência e, em determinados casos, dificuldade de tratamento.
O que caracteriza essa deformidade é o desaparecimento do arco longitudinal medial do pé, na posição de carga, e o restabelecimento do mesmo na atitude de repouso.
Embora não existam dados estatísticos rigorosos, a maioria dos autores concorda que, partindo de cem pés planos estáticos, apenas 5% do total permanecem acentuadamente planos na idade juvenil, e destes, somente 3% se tornam dolorosos e funcionalmente insuficientes
quando adultos.
Mesmo admitindo que 95% dos pés planos posturais evoluam espontaneamente para tipos de pés funcionalmente suficientes, o tratamento por meio de botas, palmilhas, exercícios, gessos corretivos, entre outros, sempre deve ser indicado. Contudo, afastadas as causas possíveis que mantêm o pé posturalmente plano e se o paciente atingir a idade de sete ou oito anos e apresentar a deformidade, é obrigação do ortopedista propor o tratamento cirúrgico, o qual não deve ser considerado medida de exceção.
O tratamento cirúrgico, ora proposto, que seria profilático do pé plano inveterado e do plano espástico secundário, consiste na osteotomia cuneiforme medial do calcâneo, indicada para pacientes de 9 a 12 anos.

Descritores:-

[ baixe o PDF ]

Menu interno

Editor Chefe Revista ABTPé

 

 


Jorge Mitsuo Mizusaki

Busca Revista ABTPé