Revista ABTPé 9.2 - Ano: 2015

Artigos

Polissindactilia associada ao hálux varo no adulto

Polysyndactyly associated with hallux varus in adults

Bruno Air Machado da Silva, Leonardo José da Costa Santos

Abstract:

Polydactyly is a common congenital deformity of the forefoot, that can be associated to syndactyly. The etiology is unknown, the most accepted theory an inherited trait and positive family history in 30% to 39% of cases, genetic counseling having great importance. Temtamy and McKusick’s classification is widely used that subdivides polydactyly in pre-axial, central and post-axial, the latter being the most common. Hallux varus may also be associated with pre-axial polydactyly, but there are no cases reported in literature of post-axial polydactyly. The surgical procedure for correction of the deformity consists of resection of the accessory toe, and if it is associated to syndactyly, the residual skin is used as a graft. The authors present the case of an 18 year old female patient of with polysindactyly associated with hallux varus who was submitted a to surgical correction.

Keywords:Syndactyly/surgery; Hallux varus/surgery; Surgical procedures, operative/ methods

Resumo:

A polidactilia é uma deformidade congênita comum do antepé, que pode estar associada ou não à sindactilia. A etiologia é desconhecida, sendo a teoria mais aceita a hereditária. Uma história familiar positiva é referida em 30 a 39% dos casos. A classificação mais utilizada é a de Temtamy e McKusick, que subdivide a polidactilia em tipos pré-axial, central e pós-axial, sendo este último o mais comum. O hálux varo pode também estar associado à polidactilia pré-axial, mas não há casos relatados em associação à localização pós-axial. O procedimento cirúrgico para correção da deformidade consiste na amputação do dedo acessório e, se houver sindactilia associada, a utilização da pele residual para preenchimento. Os autores apresentam o caso de uma paciente do sexo feminino, 18 anos, com polissindactilia associada a hálux varo que foi submetida a correção cirúrgica.

Descritores:Sindactilia/cirurgia; Hallux varus/cirurgia; Procedimentos cirúrgicos operatórios/ métodos

[ baixe o PDF ]

Hálux varo: relato de caso e revisão da literatura

Hallux varus: case report and literature review

Lucas de Lemos Barbassa Pedro, Bernardo Aurélio Fonseca Alves, Carlos Augusto Silva de Andrade, Joaquim Maluf Neto, Lucio Aparecido Lovisotto

Abstract:

Hallux varus is a rare condition where there is a medial deviation of the hallux. There are several causes, the most common being a deformity acquired after surgery or trauma. This paper reports the case of a female patient, 69, operated for hallux valgus 2 years ago by another group. The patient had severe varus deformity, and besides the lateral capsular lesions commonly present in these cases, the complication of overcorrection of the first metatarsal head after a distal chevron osteotomy, required a complex set of procedures to correct the deformity.

Keywords:Hallux Varus; Foot Deformities, Acquired; Joint Deformities, Acquired; Osteotomy; Case reports

Resumo:

Hálux varo é uma patologia rara, que consiste no desvio medial do hálux. Pode ter causas diversas, sendo a mais comum uma deformidade adquirida após procedimento cirúrgico ou trauma. Neste artigo, relatamos o caso de uma paciente do sexo feminino, 62 anos, operada em outro serviço por hálux valgo há 2 anos. A paciente apresentou deformidade em varo grave, tendo, além das lesões capsulares laterais habitualmente presentes nesses casos, o agravante de hipercorreção da cabeça do primeiro metatarsal após osteotomia de Chevron distal, o que exigiu um grupo complexo de procedimentos para a correção da deformidade

Descritores:Hallux varus; Deformidades adquiridas do pé; Deformidades articulares adquiridas; Osteotomia; Relatos de casos

[ baixe o PDF ]

Enxerto vascularizado do cuboide para tratamento de fratura do colo do tálus associada à necrose avascular do corpo talar: relato de caso e revisão da literatura

Treatment of talar neck fracture with avascular necrosis with a vascularized cuboid bone graft: case report and literature review

Daniel Baumfeld, Benjamin Dutra Macedo, Fernando Cepolina Raduan, Paulo Sávio Batista Andrade, Tiago Soares Baumfeld4, Caio Nery

Abstract:

The talus is the second most fractured tarsal bone, accounting for 3% of foot fractures. Approximately 17% of these fractures develop osteonecrosis, increasing the incidence as the
dislocation and the comminution of the fracture become more evident. In recent studies, it was observed that there was is no correlation between the period of fracture fixation and the presence of osteonecrosis, but there is an association of osteonecrosis and the presence of comminuted fractures and compound fractures.Treatment of talus neck fractures by use of a vascularized pedicle bone graft taken from the cuboid bone with technical description and case report.Not all cases of avascular necrosis lead to bone breakdown and change the prognosis. However, once bone collapse occurs, the functional prognosis worsens. Various procedures have been described in the literature to change this prognosis. With a vascularized bone graft, it is possible to establish a new vascularization to the donated area, resulting in osteoinductive cells that can speed up fracture healing and prevent osteonecrosis. In talus fractures, the use of the cuboid vascular pedicle is well studied, with known vascular anatomy, and good results in preliminary studies. The cuboid vascularized bone graft may be used in the treatment of dislocated fractures of the talus with a high possibility of vascular necrosis, decreasing the possibility of this complication and subsequent bone collapse.

Keywords:Talus/injuries; Talus/surgery; Talus/blood supply; Osteonecrosis/etiology; Case reports

Resumo:

O tálus é o segundo osso mais fraturado do tarso, respondendo por 3% das fraturas do pé. Aproximadamente 17% das suas fraturas evoluem para osteonecrose, aumentando sua incidência à medida que se intensificam o desvio e a cominuição da fratura. Em estudos recentes, observou-se que não há correlação entre o tempo de fixação e a presença de osteonecrose, e sim uma associação entre esta e a presença de cominuição e fratura exposta. Relata-se aqui o tratamento de uma fratura do colo do tálus com a utilização de enxerto vascularizado retirado do osso cuboide, assim como sua descrição técnica e resultados pós-operatórios. Nem todos os casos de necrose avascular levam ao colapso ósseo e à alteração do prognóstico. No entanto, uma vez ocorrido o colapso ósseo, o prognóstico funcional piora drasticamente. Várias técnicas são descritas na literatura para a alteração deste prognóstico. Com o enxerto ósseo vascularizado, é possível estabelecer uma nova circulação para a área receptora, provendo células osteoindutoras que podem acelerar a consolidação da fratura e prevenir a osteonecrose. Nas fraturas do tálus, a utilização do pedículo vascularizado do cuboide é bem estudado, apresentando anatomia vascular conhecida com bons resultados em estudos preliminares. Concluímos que a enxertia óssea vascularizada do cuboide pode ser utilizada no tratamento das fraturas desviadas do tálus, com alta possibilidade de necrose vascular, reduzindo a possibilidade dessa complicação

Descritores:Tálus/lesões; Talus/cirurgia; Talus/irrigação sanguínea Osteonecrose/etiologia; Relatos de casos

[ baixe o PDF ]

Aspectos radiográficos da fascite plantar

Radiographics aspects of plantar fasciitis

Fagner Rodrigues Prado, André Luiz Rocha de Souza, José Caetano Macieira

Abstract:

A high medial arch and valgus of the hindfoot are risk factors for plantar fasciitis (PF). It is possible to identify heel spurs, as well as evaluate the relation between foot bones by weight-bearing radiographs. Objectives: 1. Investigate the relation between heel spurs and diagnosis of PF. 2. Measure of the medial longitudinal arch and valgus position of the hindfoot in PF. Methods: Radiographic evaluation was performed through anteroposterior (AP) and lateral views (weight-bearing) in 48 feet (24 patients). Thirty-four feet had clinical evidence of FP. The appearance of heel spurs was investigated in all feet. Talocalcaneal (on AP radiographs) angle, talar-first metatarsal (Meary) angle, Moreau Costa-Bertani (MCB) angle and calcaneal pitch (CPA) angle were measured in all painful feet. Results: Plantar spurs were present in 24 (70,6%) feet with FP and in 10 (71,4%) asymptomatic feet (p=0,62). Cavus feet were observed in 50%, 44,1% and 35,3% of cases, using the Meary, MCB and CPA angles, respectively. Flat feet were identified in 35,3%, 20,6% and 11,7% of feet with PF, also by using the MCB, CPA and Meary angles, respectively. The talocalcaneal angle was found to be decreased in 17,6% and increased in 11,8% of painful feet. Conclusion: The presence of a plantar heel spur cannot be used solely for diagnosis of PF as it is not necessarily related to pain in the hindfoot. Patients with cavus and flat feet showed a high incidence of PF.

Keywords:Fasciitis, plantar/radiography; Heel spur; Flatfoot; Foot deformities

Resumo:

Os extremos de altura do arco longitudinial medial plantar e o valgismo do retropé são considerados fatores de risco para a fascite plantar (FP). Através do exame radiográfico dos pés com carga, osteófitos na tuberosidade do calcâneo podem ser identificados e a arquitetura óssea do arco medial é melhor avaliada. Objetivos: 1. Investigar a relação da presença de osteófitos (esporões) plantar e posterior na tuberosidade do calcâneo com a FP. 2. Mensurar por goniometria, o arco longitudinal medial e o posicionamento do retropé na FP. Métodos: Foram realizadas radiografias nas projeções ântero-posterior anteroposterior (AP) e lateral, com carga, de 48 pés (24 pacientes). Destes, 34 pés apresentavam o diagnóstico de FP. Todos os 48 pés foram estudados quanto à presença de osteófitos na região do calcâneo. Nos 34 pés dolorosos foram mensurados os ângulos talocalcaneano, talo-primeiro metatarso (Meary), Moreau e Costa-Bertani (MCB) e inclinação calcâneo-solo (ICS). Resultados: O esporão plantar foi observado em 24 (70,6%) dos pés com FP, e em 10 (71,4%) dos pés assintomáticos (p=0,62). Utilizando-se os ângulos de Meary, MCB e ICS, o arco plantar apresentou-se cavo em 50%, 44,1% e 35,3% dos casos, respectivamente. Pés planos ocorreram em 35,3%, 20,6% e 11,7% dos pés dolorosos, aplicando-se os ângulos de MCB, ICS e Meary, respectivamente. O ângulo talocalcaneano (em projeção AP) esteve diminuído em 17,6% e aumentado em 11,8% dos pés acometidos. Conclusão: A presença do esporão plantar não deve ser utilizada isoladamente no diagnóstico, pois não está vinculada necessariamente à dor na região do calcâneo. Pés avaliados como planos e cavos apresentaram elevada frequência nos pacientes com fascite plantar.

Descritores:Fascite plantar; Esporão calcâneo; Pé plano; Deformidades do pé

[ baixe o PDF ]

Profilaxia de trombose venosa profunda e embolia pulmonar em cirurgias ortopédicas do tornozelo e pé: sugestão de protocolo

Deep vein thrombosis and pulmonary embolism prophylaxis in ankle and foot orthopedic procedures: a suggested protocol

Marcus Vinicius Mota Garcia Moreno1, Janice de Souza Guimarães, Marilton Jorge Torres Gomes, Túlio Eduardo Marçal Vieira, Vitor Souza Jalil, Rafael Duarte Kulka, Carolina Cunha Moraes

Abstract:

Venous thromboembolism is a potentially fatal condition that can complicate the recovery of hospitalized patients. Especially patients undergoing major surgical procedures such as orthopedic operations are at risk. Deep vein thrombosis (DVT) and pulmonary embolism (PE) are complications hard to diagnose, and the treatment can often begin too late to be effective. The patients at risk can be identified and can receive prophylaxis resulting in lower costs in treatment and less morbidity and mortality. Thus, we suggest, in this study, the use of a post-operative thromboprophylaxis protocol on foot and ankle orthopedic surgery to prevent the DVT and EP, thus avoiding complications that would reduce the patients quality of life.

Keywords:Pulmonary embolism; Vein thrombosis/prevention & control; Ankle/surgery; Foot/surgery

Resumo:

O tromboembolismo venoso é uma doença potencialmente fatal que pode complicar a recuperação de pacientes hospitalizados. Pacientes especialmente submetidos a procedimentos cirúrgicos de grande porte, como os ortopédicos, estão sob risco. A trombose venosa profunda e a embolia pulmonar são complicações pós-operatórias reconhecidamente difíceis de diagnosticar, e o tratamento pode, frequentemente, ser iniciado demasiadamente tarde para ser eficaz. Os pacientes de risco podem ser identificados e receber profilaxia, reduzindo, assim, os custos do tratamento, a morbidade e a mortalidade. Dessa forma, sugerimos, nesse trabalho, a utilização de um protocolo de tromboprofilaxia no pós-operatório das cirurgias ortopédicas de tornozelo e pé, a fim de prevenir a ocorrência da trombose venosa profunda e da embolia pulmonar, evitando, desse modo, complicações, que limitem a qualidade de vida dos pacientes.

Descritores:Embolia pulmonar; Trombose venosa/prevenção & controle; Tornozelo/cirurgia; Pé/cirurgia

[ baixe o PDF ]

Krackow modificado para reparo do tendão de Aquiles: descrição da técnica cirúrgica e acompanhamento de 14 casos

Modified Krackow suture for Achilles tendon repair: surgical technique description and follow up of 14 cases

Bruno Air Machado da Silva, Grimaldo Martins Ferro, Gustavo Rosa Diniz

Abstract:

Objective: To describe the giftbox technique for Achilles repair, a modification of the Krackow technique, performed in 14 patients. Methods: Fourteen patients that had been submitted to the giftbox technique for Achilles tendon repair were evaluated in 2013-2014. The post-operative follow-up was between 12-20 months. Patients were examined considering Achilles tendon rerupture and return to work functions. Results: None No Achilles rerupture was observed and patients returned to work fucions in 12-20 weeks. Conclusion: The simple giftbox technique presented a low rate of rerupture. Returning to work was similar to other techniques. The technique does not promote cause additional constriction on to the repaired tendon.

Keywords:Achilles Tendon/surgery; Rupture; Orthopedic procedures/methods

Resumo:

Objetivo: Descrever a técnica de Krackow modificado para reparo de tendão de Aquiles realizado em 14 casos. Métodos: Foram avaliados 14 pacientes submetidos a tratamento cirúrgico de lesão de tendão calcâneo pela técnica de Krackow modificada no período entre 2013 e 2014. O seguimento pós-operatório variou de 12-20 meses. Os pacientes foram examinados levando em conta o tempo de retorno ao trabalho e índice de re-ruptura. Resultados: Nenhum dos 14 pacientes apresentou re-ruptura do tendão calcâneo e retornaram às atividades laborais em um prazo de 12-20 semanas. Conclusão: A técnica de Krackow modificada além de ser relativamente simples apresentou baixo índice de re-ruptura. O retorno ao trabalho foi similar a outras técnicas. A técnica não promove constrição adicional ao tendão reparado.

Descritores:Tendão calcâneo/cirurgia; Ruptura; Procedimentos ortopédicos/métodos

[ baixe o PDF ]

Avaliação retrospectiva de pacientes com fratura de tornozelo tratados cirurgicamente em um hospital terciário

Retrospective outcome of surgically treated ankle fractures patients in a level III trauma hospital

Hugo Bertani Dressler, João Murilo Brandão Magalhães, Bernardo Reis Gomes, Roberto Zambelli de Almeida Pinto, Fernando Araújo Silva Lopes

Abstract:

Objective: The aim of the study is to evaluate patients that underwent surgical treatment of ankle fractures in a private level III trauma hospital by a subjective functional questionnaire, and outline an epidemiological profile of this population. Method: After definition of inclusion criteria, this study evaluated a total of 158 patients through a subjective functional questionnaire, that had been submitted to surgically treatment of ankle fractures between the years 2008 and 2013. Results: An average of 43.07 years of age was obtained with a prevalence of male patients (57.6%). The most frequent fracture pattern was type B according to the classification of Danis-Weber (73.4%). Conclusion: Only the age factor showed a statistically significant difference in relation to the functional outcome score used.

Keywords:Ankle fractures/surgery; Treatment outcomes

Resumo:

Objetivo: Avaliar os pacientes submetidos a tratamento cirúrgico de fratura de tornozelo em um hospital privado de nível terciário, bem como traçar um perfil epidemiológico dessa população. Métodos: Após definição de critérios de inclusão, este estudo analisou um total de 158 pacientes por meio de um questionário funcional subjetivo, submetidos a tratamento cirúrgico de fratura de tornozelo entre os anos de 2008 e 2013. Resultados: Obteve-se uma média de idade de 43,07 anos; o predomínio dos pacientes foi do sexo masculino (57,6%). O padrão de fratura mais prevalente foi o tipo B, segundo a classificação de Danis-Weber (73,4%). Conclusão: Exceto quando avaliado o fator idade, nenhum outro fator (sexo, lado operado, classificação da fratura e tempo de pós-operatório) apresentou diferença com significância estatística em relação à pontuação da escala funcional utilizada.

Descritores:Fraturas do tornozelo/cirurgia; Resultado de tratamento

[ baixe o PDF ]

Tratamento das lesões osteocondrais do tálus com enxerto osteocondral autólogo: indicações e detalhes técnicos

Treatment of talar osteochondral lesions with autologous osteochondral grafts: indications and technical details

Marcelo Pires Prado, John Kennedy, Youichi Yasui

Abstract:

The authors discuss indications and technical details of autologous osteochondral grafts in treating talar osteochondral lesions, based on recent literature prognostic factors, highlighting the relationship between good clinical results and a technically correct surgical procedure.

Keywords:Talus/injuries; Bone transplantation/methods; Transplantation, autologous; Prognosis

Resumo:

Os autores discutem as indicações e os detalhes técnicos do tratamento cirúrgico das lesões osteocondrais do tálus por meio da realização de enxertia autóloga osteocondral, baseados nos fatores prognósticos presentes na literatura recente, chamando atenção para os cuidados que devem ser tomados para a realização de um procedimento tecnicamente correto, que se relaciona com os melhores resultados possíveis observados na literatura.

Descritores:Talus/lesões; Transplante ósseo/métodos; Transplante autólogo; Prognóstico

[ baixe o PDF ]

Tratamento cirúrgico do hálux valgo de moderada deformidade pela técnica de reconstrução distal de partes moles: avaliação radiográfica

Surgical treatment of moderate hallux valgus deformity by distal soft tissue reconstruction: radiographic evaluation

Antonio Francisco Ruaro, Antonio Egydio de Carvalho Junior, Antonio Francisco Ruaro Filho, Vicente Scopel, Adalberto Ramón Valderrama Gerbasi

Abstract:

Objective: This study aim was to compare radiographic measurement of the metatarsophalangeal angle, measurement of the first second intermetatarsal angle and measurement of the alignment of the lateral sesamoid in the previous and post operatory period. Methods: In this prospective study, to be effect from April 2012 to April 2014, the surgical treatment on 17 patients, 20 feet, suffering from hallux valgus with moderate deformity, were evaluated. All the patients were treated using the same technique of distal soft-tissue reconstruction. Conclusion: The results show that the average correction of the metatarsophalangeal angle of 17.05 degrees, an average correction of the intermetatarsal angle of 5.25 degrees and an average correction the magnitude of the lateral sesamoid subluxation of 45 per cent.

Keywords:Hallux valgus; Surgical treatment; Distal soft tissue reconstruction

Resumo:

Objetivo: O objetivo deste estudo foi a comparação da mensuração radiográfica pré e pós-operatória dos ângulos metatarsofalângico, intermetatarsal e subluxação do sesamoide lateral. Métodos: Neste estudo prospectivo, realizado entre abril de 2012 e abril de 2014, é avaliado o tratamento cirúrgico de 17 pacientes, 20 pés, portadores de hálux valgo de moderada deformidade. Todos os pacientes fizeram reconstrução distal de partes moles pela mesma técnica cirúrgica. Conclusão: Ficou demonstrado que a correção do ângulo metatarsofalângico regrediu em média 17°, ângulo intermetatarsal em 5° e a correção da subluxação do sesamoide lateral foi de 45%.

Descritores:Unitermos - Hálux valgo; Tratamento cirúrgico; Reconstrução distal de partes moles

[ baixe o PDF ]

Tromboembolismo venoso em pacientes não-cirúrgicos com imobilização abaixo do joelho: incidência e fatores de risco

Venous thromboembolism in non surgical patients requiring below-knee casting: incidence and risk factors

João Murilo Brandão Magalhães, Roberto Zambelli de Almeida Pinto, Pedro Vasconcelos Barros Poggiali, Rodrigo Simões Castilho, Fernando Araújo Silva Lopes

Abstract:

Objective: To evaluate the incidence of venous thromboembolism (VTE) in patients with non-surgical lower limb injury, and below-knee casting, and to determine the risk factors associated with the development of that condition. Methods: A retrospective study, held at a tertiary private hospital, using charts of all patients who had a prescription of below-knee immobilization at the Emergency Unit in 2011. Complementary data was collected by telephone call. The statistical analysis was based in the descriptive presentation of the data, distribution of the categorical variables and using non-parametric tests to correlate dichotomous variables: Phi and Cramer’s V, and the Chi-square. Results: There was an incidence of 2.3% (95% CI: 0-5%) of symptomatic VTE in non-surgical patients with below-knee casting. The analysis by the correlation of the variables and the presence or absence of venous thromboembolism showed p<0>Conclusion: It is necessary to enlarge the sample to better assess the significance of these correlations and identify patients who would benefit from chemoprophylaxis

Keywords:Venous thrombosis; Imobilization; Venous thromboembolism; Leg injuries; Risk factors

Resumo:

Objetivo: Avaliar a incidência de tromboembolismo venoso (TEV) em pacientes não-cirúrgicos que utilizaram imobilização abaixo do joelho e possíveis fatores de risco associados. Métodos: Estudo retrospectivo, realizado em hospital privado terciário, com consulta aos prontuários eletrônicos de todos os pacientes que receberam imobilização abaixo dos joelhos no Pronto Socorro durante o ano de 2011 e complementação de dados via contato telefônico. A análise estatística baseou-se na apresentação descritiva dos dados, distribuição percentual das variáveis categóricas e testes não paramétricos de correlação para variáveis dicotômicas: Phi e Cramer’s V e o Qui-quadrado. Resultados: Incidência de 2,3% (IC 95%: 0-5%) de TEV sintomático nos pacientes não-cirúrgicos com imobilização abaixo dos joelhos. A análise através da correlação das variáveis e a presença ou não de tromboembolismo venoso mostrou valor p<0>Conclusão: É necessário ampliar a amostra para melhor aferir a importância dessas correlações e identificar os pacientes que se beneficiariam de quimioprofilaxia.

Descritores:Trombose venosa; Imobilização; Tromboembolia venosa; Traumatismos da perna; Fatores de risco

[ baixe o PDF ]

Menu interno

Editor Chefe Revista ABTPé

 

 


Jorge Mitsuo Mizusaki

Busca Revista ABTPé