Revista ABTPé 7.1 - Ano: 2013

Artigos

Tratamento endoscópico da fascite plantar: estudo retrospectivo de resultados a longo prazo

Treatment of plantar fasciitis through an endoscopic release: a retrospective long term follow-up

Caio Nery, Fernando Cepollina Raduan, Angelo Del Buono, Nacime Salomão Barbachan Mansur, Daniel Soares Baumfeld, Nicola Maffulli

Abstract:

Objective: The hind foot pain caused by plantar fasciitis is becoming more common. Due to the excellent results after conservative treatment, a small percentage of patients need surgical intervention. The objective of this study is to present the clinical results obtained in patients with plantar fasciitis submitted to endoscopic release. Methods: From 1991 to 2010, 22 patients (26 feet) were submitted to the treatment proposed for plantar fasciitis. All were treated conservatively without success for 14,8 months on average. Through two portals (one medial and one lateral) and fenestrated cannula with a blunt trochar was inserted from medial to lateral, dorsally to the plantar fascia, being exteriorized in the lateral portal. Under direct visualization, the medial two thirds of the fascia was released with a hook knife. Results: After an average follow-up of 9.6 years (2~19 years) we observed an improvement of AOFAS Score from 49 pre-op to 89 post-op. The only two patients (two feet – 8%) who had no improvements after treatment were submitted to a new procedure to treat new pathologies. Discussion: The plantar fasciitis should be treated conservatively and persistent cases need surgical treatment. To decrease the recovery period, minimally invasive methods have been developed to treat several pathologies. The technique proposed follows these new trends, proving to be safe and effective to treat plantar fasciitis. Conclusion: The endoscopic plantar fascia release proved to be a safe and effective procedure.

Keywords:Fasciitis, plantar/surgery; Foot diseases/surgery; Surgical procedures, operative/methods; Surgical procedures, endoscopic/ methods

Resumo:

Objetivo: A talalgia decorrente da fascite plantar tem se tornado cada vez mais comum. Face à excelência dos recursos terapêuticos atuais, uma pequena porcentagem de pacientes requer tratamento cirúrgico. O objetivo deste trabalho foi de apresentar os resultados clínicos de pacientes portadores de fascite plantar por meio da fasciotomia endoscópica. Métodos: No período de 1991 a 2010, foram tratados 22 pacientes (26 pés) portadores de fascite plantar, por meio da fasciotomia endoscópica. Todos os pacientes haviam sido submetidos a tratamento conservador sem melhora por 14,8 meses em média. Através de dois portais (lateral e medial) nas respectivas faces do calcanhar, uma cânula fenestrada foi introduzida no portal medial, dorsal à fáscia plantar, de forma a atravessar toda a região plantar do pé e a se exteriorizar no portal lateral. Sob visão endoscópica direta, os dois terços mediais da fáscia eram seccionados com uma lâmina retrógrada. Resultados: Ao final de um seguimento médio de 9,6 anos (2 a 19 anos), observou-se melhora média do escore American Orthopaedic Foot and Ankle Society (AOFAS) de 49 para 89 pontos. Dois pacientes (2 pés; 8%) não apresentaram nenhuma melhora e foram reoperados por outros diagnósticos. Conclusão: A fascite plantar deve ser tratada conservadoramente, e os casos refratários necessitam de tratamento cirúrgico. Para diminuir o período de recuperação, métodos minimamente invasivos vêm sendo desenvolvidos para o tratamento de diversas patologias. A técnica da fasciotomia plantar por via endoscópica, aqui proposta, alinha-se a essas novas tendências, demonstrando ser eficaz e segura para o tratamento da fascite plantar.

Descritores:Fascite plantar/cirurgia; Doenças do pé/cirurgia; Procedimentos cirúrgicos operatórios/métodos; Procedimentos cirúrgicos endoscópicos/métodos

[ baixe o PDF ]

Tendinose insercional do tendão tibial anterior: relato de caso e revisão da literatura

Insertional tendinosis of anterior tibial tendon: case report and literature review

Cristiano Milano1, Marcio de Faria Freitas2, Mauro Cesar Mattos e Dinato3, André Felipe Ninomyia4, Rodrigo Gonçalves Pagnano5, Antonio Egydio de Carvalho Jr.6

Abstract:

The insertional tendinopathy of the tibialis anterior tendon is an uncommon injury in the literature being found predominantly in overweight women aged between 50 and 70 years. Initial treatment consists of the use of removable immobilizer, physiotherapy resources and anti-inflammatory non-steroidal prescription. If this approach fails, surgery may be considered. The aim of this study was to report the case of a male patient, 59 years, hiker who presented with pain in the dorsomedial region of the left foot for 6 months, worsening when wandered up hill and resistant to conservative treatment. Clinical suspicion was confirmed by magnetic resonance imaging. The definitive diagnosis was peritendinitis of the tibialis anterior tendon with signs of partial rupture at its insertion at the medial cuneiform. The patient was satisfied with the outcome of the surgical procedure, consistent with the literature.

Keywords:Tibialis anterior tendon/surgery; Tendinosis/diagnosis; Case reports

Resumo:

A tendinopatia insercional do tendão tibial anterior é uma lesão infrequente na literatura, sendo encontrada predominantemente em mulheres com sobrepeso, na faixa etária entre 50 a 70 anos. O tratamento inicial consiste no uso de imobilizador removível, recursos fisioterapêuticos e a prescrição de anti-inflamatório não esteroidal. Se essa abordagem falhar, o procedimento cirúrgico pode ser considerado. O objetivo deste estudo foi relatar o caso de um paciente do gênero masculino, 59 anos, praticante de caminhada, que apresentava quadro de dor na região dorsomedial do pé esquerdo há 6 meses, com piora quando deambulava em aclives e rebelde ao tratamento conservador. A suspeita clínica foi confirmada pela imagem da ressonância magnética. O diagnóstico definitivo foi de peritendinite do tendão tibial anterior junto à inserção no cuneiforme medial, com sinais de rotura parcial. O paciente ficou satisfeito com o resultado do procedimento cirúrgico, coincidindo com os casos da literatura.

Descritores:Tendão tibial anterior/cirurgia; Tendinose/diagnóstico; Relatos de casos

[ baixe o PDF ]

Queilectomia artroscópica para tratamento do hálux rígido

Arthroscopic queilectomy for the treatment of hallux rigidus

João Luiz Vieira da Silva, Bárbara Heloísa Breidenbach Pupim, Bruno Moura, Luiz Fernando Bonaroski, José Tárcio Campos Filho, Sérgio Arthur Manfredinni Vianna, Edmar Stieven Filho, Thiago Kitanishi, Guilherme Augusto Stirm

Abstract:

Hallux rigidus is the limitation of motion of the hallux metatarsophalangeal joint. Its pathogenesis is still not well-defined. Cartilage damage is believed to initiate with synovitis, which leads to further cartilage destruction, osteophyte proliferation, and subchondral bone damage. Options for treatment range from conservative to surgical management which options are queilectomy, metatarsal and falangeal osteotomies, arthroplasty with or without implants and arthrodesis as well. We reported a case of a 55-year-old male patient, who presented with pain in the metatarseophalangeal joint of the left halux with extension limitation with 2 years of increasing pain. He also related difficulty to stand on tiptoes. Radiographs showed metatarseophalangic arthrosis. He was submitted to arthoscopic queilectomy and presented remission of the pain and function despite the degenerative articular process remained active.

Keywords:Foot; Hallux rigidus/surgery; Arthroscopy/methods; Case reports

Resumo:

Hallux rigidus se refere à limitação da mobilidade da articulação metatarsofalângica do hálux. Sua patogênese ainda não está bem definida. Acredita-se que a lesão inicial ocorra na cartilagem, evolua com sinovite, a seguir destruição cartilaginosa mais intensa, proliferação osteofitária e dano ao osso subcondral. As opções de tratamento incluem o conservador e o cirúrgico, nos quais são empregadas a queilectomia, as osteotomias do metatarso e falângicas, as artroplastias, com implantes ou não, e também as artrodeses. Este é um relato de caso de um paciente de 55 anos, que apresentava dor na articulação metatarsofalângica do hálux esquerdo com limitação da extensão, com 2 anos de evolução. Referia dificuldade em ficar sobre as pontas dos pés. A radiografia mostrava artrose metatarsofalângica. Foi submetido ao tratamento artroscópico, e apresentou remissão do quadro doloroso e ganho funcional.

Descritores:Pé; Hálux rigidus/cirurgia; Artroscopia/métodos; Relatos de casos

[ baixe o PDF ]

Polidactilia bilateral do pé adulto: relato de caso

Bilateral polydactyly of the adult foot: case report

André Donato Baptista, Élcio Valloto Júnior

Abstract:

The polydactyly is a quite common congenital condition characterized by the presence of supernumerary toes. It can affect the hands and feet. However, there are few cases of bilateral foot polydactyly described in the literature. Distinct ethnic groups are affected and the incidence varies in different geographic regions. The disease may be an isolated condition or part of a congenital syndrome. It is usually classified into three groups: medial ray (preaxial), central ray (central) and lateral ray (postaxial). The disease can affect only the soft tissues or produce a completely developed metatarsal bone and toe. A careful clinical and radiographic evaluation should be made before treatment, in order to achieve good functional and cosmetic results. Most of cases are identified and treated in childhood, preferably in the preschool age, just before walking age. This fact may justify the case report in adults in the literature been rarer. Surgical treatment in adults is still debated, although the technique to be employed is relatively simple. It should be individualized for each case and take in concern the variety of presentation. However, the surgery can be performed at any age, usually with good results

Keywords:Polydactyly; Lower extremity deformities, congenital; Case reports

Resumo:

A polidactilia é uma condição congênita relativamente comum, caracterizada pela presença de pododáctilos supranumerários. Pode afetar as mãos e os pés. No entanto, são escassos os casos de polidactilia bilateral, na idade adulta, descritos na literatura. A doença acomete diferentes etnias e apresenta grande variação regional quanto à sua incidência. A malformação pode manifestar-se de forma isolada ou ser parte de uma síndrome. É frequentemente classificada em três grupos: raio medial (pré-axial), raio central (central) e raio lateral (pós-axial). A duplicação pode acometer apenas partes moles, de forma isolada, ou levar à formação completa de todo o metatarso e dígito. Avaliações clínica e radiográfica cuidadosas são passos obrigatórios do planejamento cirúrgico, para que se possam alcançar resultados funcional e cosmético satisfatórios. A maioria dos casos é tratada na infância, preferencialmente na idade pré-escolar, pouco antes do início da marcha. Tal fato pode justificar o relato de caso em adultos na literatura ser mais raro. O tratamento cirúrgico, em adultos, ainda é debatido, pois, apesar da técnica a ser empregada ser relativamente simples, deve ser individualizada para cada caso e levar em consideração a variedade de apresentação. Entretanto, a cirurgia pode ser realizada em qualquer idade, na maioria das vezes, com bons resultados.

Descritores:Polidactilia; Deformidades congênitas das extremidades inferiores; Relatos de casos

[ baixe o PDF ]

Atualização no tratamento da tendinopatia do Aquiles

Current evidences for the management of Achilles tendinopathy

Nicola Maffulli MD, MS, PhD, FRCS(Orth), Mattia Loppini MD, Vincenzo Denaro MD

Abstract:

Tendinopathy is one of the most frequent overuse injuries associated with sport. Although many nonoperative and operative treatments for the management of Achilles tendinopathy have been proposed, the best treatment of these patients is still controversial. We performed an overview of the evidences supporting the several treatments described for the management of Achilles tendinopathy. The first-line treatment should be the physical therapy based on an appropriately performed program of eccentric exercises. If the tendinopathy is refractory, shockwave therapy could be considered as second-line intervention. Moreover, these two approaches can be combined. Finally, high-volume injection can reduce pain and improve long-term function in patients with Achilles tendinopathy. On the other hand, the use of injectable substances, such as platelet-rich plasma, autologous blood, polidocanol, and corticosteroids in and around tendons is not supported by strong clinical evidence. Surgery may be considered in patients who failed to improve with appropriate nonoperative treatments. However, the best surgical management is still controversial because of no randomized controlled trials have been performed to compare different surgical techniques.

Keywords:Achilles tendon/injuries; Tendinopathy/therapy

Resumo:

A tendinopatia é uma das lesões por sobrecarga mais frequentes associadas ao esporte. Embora muitos tratamentos não-cirúrgicos e cirúrgicos para tendinopatia do Aquiles têm sido propostos, o melhor tratamento ainda é controverso. Uma visão geral é apresentada evidências dos diversos tipos de tratamentos. A primeira linha de tratamento deve ser a terapia física baseada num programa, apropriadamente realizado, de exercícios excêntricos. Se a tendinopatia for refratária, a terapia de ondas de choque pode ser considerada como uma segunda linha de intervenção. Além disso, estas duas abordagens podem ser combinadas. Finalmente, infiltração com grande volume de solução salina, anestésico e corticóide pode diminuir a dor e melhorar a longo prazo, a função em pacientes com tendinopatia do Aquiles Por outro lado, o uso de substâncias injetáveis , tais como plasma rico em plaquetas, sangue autólogo, polidocanol e corticosteróides nos tendões não é suportado por evidência clínica forte. A cirurgia pode ser considerada viável em pacientes que não apresentam melhora com os tratamentos não-cirúrgicos adequados. No entanto, o melhor tratamento cirúrgico ainda é controverso, pois ensaios clínicos randomizados não foram realizados para comparar diferentes técnicas cirúrgicas

Descritores:Tendão do calcâneo/lesões; Tendinopatia/terapia

[ baixe o PDF ]

Avaliação das complicações de artrodeses do retropé

Evaluation of complications in hindfoot arthrodesis

Francisco Fábio Sousa Silvestre, Thiago Alexandre Alves Silva, Wilel de Almeida Benevides, João Francisco Figueró, Lyson Azevedo Aguiar

Abstract:

Objective: The hindfoot arthrodesis is used to relieve pain and correct deformities caused by various diseases, in cases refractory to conservative treatment. Despite the limitation of mobility, there is improvement in limb function. The aim of this study was to evaluate the complications of isolated and combined arthrodeses of the hindfoot, analyzing the appearance of degenerative changes in adjacent joints and other complications. Methods: We evaluated retrospectively 33 adult patients undergoing different types of hindfoot arthrodesis between January 2005 and January 2012. The clinical evaluation criterion was the American Orthopaedic Foot Ankle Society Hindfoot- Ankle score, in its Portuguese version. Furthermore, we applied a standard questionnaire about the evolution of each patient. The radiological follow-up included radiographs to confirm the bone consolidation and development of osteoarthritis. Results: The posterior tibial tendon dysfunction was the most common underlying disease observed, affecting 11 patients. The classification based on the American Orthopaedic Foot Ankle Society score showed, postoperatively, 21 excellent results (61%), 9 good (26.5%), 4 regular (11.7%) and no bad. Fifteen cases had any complications, among them two pseudoarthrosis. In 26.5% of cases, there was progression to osteoarthritis in joints surrounding. Conclusion: The hindfoot arthrodesis showed good results in relieving pain and correct deformities. Proper alignment of the rearfoot seems to be the most important parameter for obtaining good results. The development of osteoarthritis in joints adjacent to arthrodesis is relatively frequent, however seems to be asymptomatic.

Keywords:Foot; Arthrodesis; Osteoarthritis

Resumo:

Objetivo: A artrodese do retropé é utilizada para alívio da dor e correção de deformidades decorrentes de várias doenças, nos casos refratários ao tratamento conservador. Apesar da limitação da mobilidade, há melhora da função do membro. O objetivo deste estudo foi avaliar as complicações das artrodeses isoladas e combinadas do retropé, analisando o surgimento de alterações degenerativas nas articulações adjacentes e outras complicações. Métodos: Avaliaram-se, retrospectivamente, 33 pacientes adultos, submetidos a diferentes tipos de artrodese do retropé, entre janeiro de 2005 e janeiro de 2012. O critério de avaliação clínica foi o escore da American Orthopaedic Foot Ankle Society Ankle-Hindfoot, em sua versão traduzida para o português. Além disso, aplicou-se um questionário padrão sobre a evolução de cada paciente. O seguimento radiológico incluiu radiografias para a confirmação da consolidação óssea e detecção do surgimento de osteoartrite. Resultados: A disfunção do tendão tibial posterior foi a doença de base mais observada, acometendo 11 pacientes. A classificação baseada no escore AOFAS mostrou, no pós-operatório, 21 resultados excelentes (61%), nove bons (26,5%), quatro regulares (11,7%) e nenhum ruim. Quinze casos apresentaram alguma complicação; dentre elas, duas pseudoartroses. Em 26,5% dos casos, houve evolução para osteoartrite em articulações circunvizinhas. Conclusão: As artrodeses do retropé mostram bons resultados no alívio da dor e correção de deformidades. O alinhamento correto do retropé parece ser o parâmetro mais importante para a obtenção de bons resultados. O desenvolvimento de osteoartrite nas articulações adjacentes à artrodese é relativamente frequente, no entanto, parece ser assintomático.

Descritores:Pé; Artrodese; Osteoartrite

[ baixe o PDF ]

Acesso suprafibular para tratamento das fraturas cirúrgicas do calcâneo

Suprafibular access for surgical treatment of calcaneus fracture

André Bergamaschi Demore, Antonio Kim, Leandro Marcantonio Camargo

Abstract:

Objective: To evaluate clinical and radiographic results of the articular calcaneal fractures treated surgically through small access suprafibular. Methods: We evaluated 32 patients and 33 deviated intra-articular calcaneus fractures from 2001 to 2006. The minimum segment period was 6 months and the maximum was 53 months. The preoperative evaluation was based on radiographic and computed tomography. The postoperative evaluation was clinically established by criteria advocated by the American Orthopaedics Foot & Ankle Society (AOFAS), and the Bohler and Gissane angular evaluation. Results: According to the outcomes, 15 patients (45.3%) showed good or excellent results, 8 (24.4%) showed normal, and 10 (30.3%) showed bad results. Conclusion: Lateral suprafibular access is adequate and can be used for surgical treatment of deviated intra-articular calcaneus fractures as this allows the Bohler and Gissane angular correction. The tomography is the chosen examination for surgical planning and it is difficult to correlate the data obtained through final clinical evaluation by AOFAS using the postoperative radiographic results referring to the Bohler and Gissane angular reconstruction.

Keywords:Calcaneus/injuries; Calcaneus/surgery; Fracture fixation, internal/methods

Resumo:

Objetivo: Avaliar os resultados clínicos e radiográficos das fraturas articulares do calcâneo, tratadas cirurgicamente por meio de pequeno acesso suprafibular. Métodos: Foram avaliados 32 pacientes e 33 fraturas intra-articulares desviadas do, calcâneo entre os anos de 2001 a 2006. O período mínimo de segmento foi de 6 meses e o período máximo de 53 meses. A avaliação pré-operatória baseou-se em exames radiográficos e na tomografia computadorizada. A avaliação pós-operatória foi determinada clinicamente pelos critérios preconizados pela American Orthopaedics Foot & Ankle Society (AOFAS), além da avaliação dos ângulos de Bohler e Gissane. Resultados: Dentre os pacientes avaliados, 15 (45,3%) apresentaram resultados excelentes e bons, 8 (24,4%) foram regulares e 10 (30,3%) ruins. Conclusão: O acesso suprafibular lateral é adequado e pode ser utilizado para o tratamento cirúrgico das fraturas intra-articulares desviadas do calcâneo, pois permite a correção dos ângulos de Bohler em 70% dos casos, e Gissane em 42% dos casos. A tomografia é o exame de eleição para o planejamento cirúrgico, pois permite um estudo detalhado dos fragmentos e desvios, proporcionando uma programação adequada no pré-operatório. Houve divergência entre a correção angular do pós-operatório e o resultado clínico pelo escore AOFAS.

Descritores:Calcâneo/lesões; Calcâneo/cirurgia; Fixação interna de fraturas/métodos

[ baixe o PDF ]

Avaliação radiográfica e complicações da osteossíntese das fraturas do calcâneo pela via suprafibular

Imaging evaluation and osteosynthesis complications of the calcaneus fractures by the suprafibular approach

Gabriel de Souza Lima, Grimaldo Martins Ferro, Wesley Jordão Milazzo, Juliano Almeida e Silva

Abstract:

Objective: To perform an radiographic evaluation of patients with displaced intra-articular calcaneus fractures, treated surgically using the suprafibular approach between January 2002 and October 2010, by Grupo de Cirurgia do Pé e Tornozelo do Serviço de Ortopedia e Traumatologia of the Instituto Ortopédico de Goiânia. Methods: A retrospective study with 39 patients with displaced intra-articular calcaneus fracture operated by three surgeons using the suprafibular approach, direct reduction and internal fixation with screws, with or without the use of Steinmann wires. Results: The correction of the Böhler and Gissane angles was achieved in all patients, and there was no loss of fracture reduction in any patient. Complication rates were low totaling 12.82%, requiring the removal of screws in only 7.70% of patients. Conclusion: The results obtained with the use of the supra fibular approach are encouraging. As well as allowing the anatomical reduction of the articular surface, it has lower complication rates compared to the large side approach and the use of plates and screws.

Keywords:Calcaneus/injuries; Calcaneus/radiography; Bone fractures/surgery; Treatment outcome

Resumo:

Objetivo: Realizar a avaliação radiográfica dos pacientes com fratura intra-articular desviadas do calcâneo tratados cirurgicamente, com acesso suprafibular, pelo Grupo de Cirurgia do Pé e Tornozelo do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Instituto Ortopédico de Goiânia entre janeiro de 2002 e outubro de 2010. Métodos: Estudo retrospectivo de 39 pacientes com fraturas intra-articulares desviadas do calcâneo operadas por três cirurgiões, utilizando acesso suprafibular, redução direta e osteossíntese com parafusos, associados ou não a utilização de fio de Steinmann. Resultados: A melhora dos ângulos de Böhler e Gissane foi conseguida na maioria dos pacientes, sendo que, no seguimento, não se observou modificação dos valores angulares. O índice de complicações foi 12,82%. Houve necessidade da retirada de parafusos em 7,70% dos pacientes. Conclusão: Os resultados obtidos com a utilização do acesso suprafibular são encorajadores, pois, além de permitir a redução anatômica da superfície articular, apresenta menores índices de complicações quando comparado com acesso lateral amplo e a utilização de placas e parafusos.

Descritores:Calcâneo/lesões; Calcâneo/radiografia; Fraturas ósseas/cirurgia; Resultado de tratamento

[ baixe o PDF ]

Análise clínica e radiográfica do tratamento do hálux valgo pela osteotomia em Chevron distal

Clinical and radiological analysis of hallux valgus treated by the distal osteotomy in Chevron

André Bergamaschi Demore, Antônio Kim, Leandro Marcantonio Camargo, Tales Marçal

Abstract:

Objective: To evaluate the clinical and radiographic results of distal Chevron technique for the treatment of mild and moderate hallux valgus. Methods: A retrospective study was carried out with 26 patients with hallux valgus, with 38 feet. Patients were assessed using a standardized questionnaire, considering family history of the deformity, the use of inappropriate shoes and the opinion on the outcome of surgery. Pain, function and alignment of the hallux, according to the American Orthopaedic Foot and Ankle Society (AOFAS) scale, were taken into account as clinical criteria. Results: Radiographic evaluation compared angular pre and postoperative metatarso phalangical angle, intermetatarsal angle and interphalangical angle outcomes, demonstrating good results. The results showed an average score of 96.9 points of AOFAS criteria, and radiographic evaluation showed correction of angular values. Conclusion: The Chevron osteotomy is a safe procedure with a low complication rate, good corrective capacity and high degree of satisfaction

Keywords:Hallux valgus/surgery; Osteotomy/methods

Resumo:

Objetivo: Avaliar o resultado clínico e radiográfico da técnica de Chevron distal para o tratamento do hálux valgo leve e moderado. Métodos: Estudo retrospectivo, que constou de 26 pacientes com hálux valgo, num total de 38 pés. Os pacientes foram avaliados por meio de um questionário padronizado, incluindo-se a história familiar da deformidade, o uso de calçados inadequados e a opinião sobre o resultado obtido. Na avaliação clínica foram considerados os critérios de dor, função e alinhamento do hálux, segundo a escala da American Orthopaedic Foot and Ankle Society (AOFAS). Resultados: A avaliação radiográfica comparou os resultados angulares pré e pós-operatórios dos ângulos metatarsofalângico, intermetatarsal e interfalângico do hálux, demonstrando resultados significativos. Os resultados mostraram uma pontuação média de 96,9 pontos pelo critério AOFAS, e a avaliação radiográfica mostrou correção dos valores angulares. Conclusão: A osteotomia em Chevron é um procedimento seguro, com baixo índice de complicações, boa capacidade corretiva e alto grau de satisfação.

Descritores:Hallux valgus/cirurgia; Osteotomia/métodos

[ baixe o PDF ]

Menu interno

Editor Chefe Revista ABTPé

 

 


Jorge Mitsuo Mizusaki

Busca Revista ABTPé