Revista ABTPé 6.2 - Ano: 2012

Artigos

Tratamento artroscópico das fraturas intra-articulares do calcâneo: relato de caso e revisão da literatura

Arthroscopic treatment of intraarticular calcaneous fractures: case report and literature review

Daniel Baumfeld, Caio Nery, Benjamin Dutra Macedo, Fernando Cepolina Raduan, Thiago Alexandre Alves Silva, Guilherme Moreira de Abreu-e-Silva, Robinson Esteves Santos Pires

Abstract:

The treatment of intra-articular calcaneal fractures has extensive report in the literature and the gold standard is open reduction and internal fixation of deviated intra-articular fratures. The concern after open reduction and internal fixation is the development of skin necrosis, hematoma and infection. Percutaneous treatment assisted by arthroscopy for intra-articular fractures was developed to ensure anatomical reduction of the fragments with minimal manipulation of the soft tissues. The objective of this study was to demonstrate the use of percutaneous technique assisted by arthroscopy in treating a patient victim of intra-articular fracture of the calcaneus Sanders type IIA, and to present a literature review. The da American Orthopaedic Foot and Ankle Society hindfoot score postoperatively at 6 months was 90 points and at the 9th months was 96 points. There were no complications related to the treatment and all radiological parameters were restored. Percutaneous treatment of intra-articular fractures of the calcaneus assited with arthroscopic reduction, in well-selected patients, is an effective treatment and leads to good postoperative results with low complication rates.

Keywords:Calcaneus/injuries; Arthroscopy; Intra-articular fractures; Case reports

Resumo:

O tratamento das fraturas intra-articulares do calcâneo possui extenso relato na literatura e o padrão-ouro é a redução aberta e fixação interna das fraturas intra-articulares desviadas. A maior preocupação, após a redução aberta e a fixação interna, é o desenvolvimento de necrose de pele, hematomas e infecções. O tratamento percutâneo assistido por artroscopia para as fraturas intra-articulares desviadas do calcâneo foi desenvolvido para garantir a redução anatômica dos fragmentos, com mínima manipulação dos tecidos moles adjacentes, em pacientes selecionados. O objetivo deste estudo foi demonstrar a utilização da técnica percutânea assistida por artroscopia no tratamento de paciente vítima de fratura intra-articular do calcâneo do tipo Sanders IIA e apresentar uma revisão da literatura. O escore da American Orthopaedic Foot and Ankle Society para o retropé esquerdo aos 6 meses de pós-operatório foi de 90 pontos e, aos 9 meses, de 96 pontos. Não houve complicações com o ferimento operatório e todos os parâmetros radiológicos normais foram restabelecidos. Tratamento percutâneo com auxílio artroscópico das fraturas intra-articulares e desviadas do calcâneo, em pacientes bem selecionados, é eficaz e conduz a bons resultados pós-operatórios com baixo índice de complicações.

Descritores:Calcâneo/lesões; Artroscopia; Fraturas intra-articulares/cirurgia; Relatos de casos

[ baixe o PDF ]

Tuberculose no pé: evolução clínica no retardo do diagnóstico e tratamento

Foot tuberculosis: clinical evolution in delay treatment and diagnosis

Eduardo Pedrini Cruz, Leandro Marcantonio Camargo, Antonio Kim, Andre Bergamaschi Demore

Abstract:

The tuberculosis is usually infrequent in peripheral joints. Furthermore, in these joints, this infection is paucicelular. Sometimes the diagnosis is hard to take and often neglected leading to important consequences to patience. This case report aimed to alert the importance of early diagnosis and show the natural evolution of this infection in the hindfoot.

Keywords:Tuberculosis, osteoarticular/diagnosis; Tuberculosis, osteoarticular/therapy Foot/ pathology; Case reports

Resumo:

A tuberculose óssea costuma ser infrequente em articulações periféricas. Além disso, nessas articulações, ela se apresenta na forma paucicelular. Muitas vezes, seu diagnóstico é de difícil detecção e acaba sendo negligenciado, acarretando sequelas importantes para os pacientes. O presente relato de caso teve como objetivo alertar sobre a importância do diagnóstico precoce e mostrar a evolução natural dessa infecção no retropé sem tratamento adequado

Descritores:Tuberculose osteoarticular/diagnóstico; Tuberculose osteoarticular/terapia; Pé/patologia; Relatos de casos

[ baixe o PDF ]

Terapia por ondas de choque no pé diabético

Shockwave therapy on diabetic foot

Paulo Roberto Dias dos Santos, Marco Antonio Guedes, Zaide Silva Frazão, Marcelo Buratini4, Flavio Faloppa

Abstract:

Wounds chronic of diabetic foot are responsible for severe complications often leading to amputations of limbs. Treatment is individualized and has high socioeconomic costs. Several treatments attempt to obtain the complete healing of wounds, but usually with extreme difficulty. A new way of encouraging the closure of wounds with the use of extracorporeal shock wave therapy is being investigated. We present some results of treatment and propose new studies for validation of the method.

Keywords:Diabetes mellitus; Lithotripsy; Wound healing; Case reports

Resumo:

As feridas crônicas dos pés diabéticos são responsáveis por complicações graves, levando, muitas vezes, a amputações dos membros inferiores. Seu tratamento é individualizado e seus custos socioeconômicos são elevados. Vários tratamentos buscam a cicatrização plena das feridas, mas, geralmente, com extrema dificuldade. Uma nova forma de estimular o fechamento das feridas com o uso da terapia por ondas de choque está sendo investigada. Os resultados do tratamento são apresentados e propõem-se novos estudos para validação do método

Descritores:Diabetes mellitus; Litotripsia; Cicatrização; Relatos de casos

[ baixe o PDF ]

Fraturas do talus

Talus fractures

David B. Thordarson

Abstract:

Talar neck fractures are complex, somewhat uncommon injuries which can be difficult to treat with a high risk of complications. Type II fractures with an incongruent subtalar joint can usually be reduced closed and treated with open reduction and internal fixation in a semi-elective fashion. Type III fractures with a dislocated ankle and subtalar joint require urgent operative reduction and fixation to prevent skin necrosis and minimize the risk of avascular necrosis (AVN). The higher the grade of fracture, the higher the risk of complication. Subtalar joint arthritis/arthrosis is the most common complication but AVN is the most devastating complication

Keywords:Talus/injuries; Bone fractures

Resumo:

As fracturas do colo do tálus são lesões complexas, incomuns, difíceis de serem tratadas e apresentam alto risco de complicações. As fraturas do tipo II, com a articulação subtalar incongruente podem, ser de início reduzidas incruentamente e, após tratadas com redução aberta e fixação interna de maneira programada. As fraturas do tipo III, com desvio da articulaçao subtalar requerem redução e fixação para evitar necrose de pele e minimizar o risco da necrose avascular (AVN). Quanto maior o grau de gravidade, tanto maior será o risco de complicação. A artrite / artrose da subtalar é a complicação mais frequênte, porém a mais dramática é a AVN.

Descritores:Tálus/lesões; Fraturas óssseas

[ baixe o PDF ]

Avaliação retrospectiva a longo prazo de 220 pacientes submetidos à ressecção cirúrgica do neuroma interdigital

Long-term retrospective evaluation of 220 patients submitted to surgical removal of interdigital neuroma

Edegmar Nunes Costa, Juliano Bernadelli Guerra, Leandro Zica Oliveira, Renata Alvarenga Nunes

Abstract:

Objective: To retrospectively evaluate the objective findings and the subjective results of 220 patients who underwent surgery for the excision of interdigital neuroma and compare these data to the orthopaedical literature. Methods: Between January 2000 to June 2011, 351 patients were submitted to total neurectomy by dorsal approach. All the anatomical pieces were gathered for anatomopathological study. The 220 selected patients answered two questionnaires: one about pain, formulated by the World Health Organization, and another about the aspect of the surgical scar. The neuroma recurrence was confirmed when, after 6 months of surgical treatment, the patients presented unaltered physical examination and persistence of the symptoms in the operated intermetatarsian space. Results: The mean age of the 220 patients (194 female) was 53.4 years old at the day of the surgery; 93.2 months was the average follow-up time. From the 260 resected neuromas, 208 (80%) were in the third interdigital space, and 52 (20%) in the second one. All the histopathological examinations confirmed to be neuroma. Conclusion: The total neurectomy by dorsal approach is efficient, without complications in the surgical wound. If it is performed as unique procedure, its results are satisfactory.

Keywords:Neuroma/surgery; Foot diseases/pathology; Surgical procedures, operative/methods

Resumo:

Objetivo: Avaliar retrospectivamente os resultados objetivos e subjetivos de 220 pacientes submetidos à ressecção do neuroma interdigital e comparar os dados com os da literatura ortopédica. Métodos: Entre janeiro de 2000 a junho de 2011, 351 pacientes com neuroma interdigital foram submetidos à neurectomia total por via de acesso dorsal pelo mesmo cirurgião. Todas as peças anatômicas foram enviadas para estudo anatomopatológico. Um questionário subjetivo de dor, elaborado pela Organização Mundial de Saúde, e outro, sobre o aspecto da cicatriz cirúrgica, foram respondidos de forma integral pelos 220 participantes selecionados para o estudo. Os pacientes que após 6 meses de tratamento cirúrgico apresentavam exame físico inalterado e persistência dos sintomas no espaço intermetatársico operado foram considerados portadores de neuromas recidivados, confirmados por ultrassonografia de controle. Resultados: Os 220 pacientes (194 do gênero feminino) tinham média de idade de 53,4 anos no dia da cirurgia. O tempo médio de acompanhamento foi de 93,2 meses. Dos 260 neuromas ressecados, 208 (80%) encontravam-se no terceiro espaço interdigital e 52 (20%) no segundo espaço. Todos os exames histopatológicos confirmaram o neuroma. Conclusão: A neurectomia total pela via de acesso dorsal foi eficiente e não apresentou complicações da ferida operatória. Se realizada como procedimento único, apresenta resultados satisfatórios.

Descritores:Neuroma Interdigital /cirurgia; Doenças do pé/patologia; Procedimentos cirúrgicos operatórios/métodos

[ baixe o PDF ]

Avaliação clínica e radiográfica da correção cirúrgica do hálux valgo grave e moderado por osteotomia cupuliforme da base do I metatarso

First metatarsal proximal crescentic osteotomy for surgical treatment of moderate and severe hallux valgus: a retrospective study

Fernando Araújo Silva Lopes, Rodrigo Simões Castilho, Bruno Fares Dias, Roberto Zambelli de Almeida Pinto

Abstract:

Objective: To evaluate qualitatively and quantitatively the potential for deformity correction of the intermetatarsal and metatarsophalangeal angles, and the rate of patient satisfaction. Methods: Fifty-six feet with symptomatic moderate or severe deformity were operated between 2002 and 2011. We evaluated 35 patients (38 feet) operated with the same technique by the same surgeon; 89% of them being female, 57.9% right foot and having 46 years as mean age. Preoperative measurements: 14.3° for intermetatarsal angle average and 31.6° for metatarsophalangeal angle average. Follow-up was of 21.7 months. X-ray measurements of the weight bearing feet in AP and lateral were analyzed and the symptoms evaluated pre and postoperatively. The protocol of the service where the study was carried out and the American Orthopaedic Foot and Ankle Society score were utilized. Three approaches were used: crescentic osteotomy of base of first metatarsal, metatarsophalangeal medial capsuloplasty and tenotomy of the adductor hallucis tendon. The osteotomies were fixed with two Kirschner wires and with one or two screws. Results: The postoperative intermetatarsal angle ranged on average 9.1º and metatarsophalangeal angle ranged on average 15.9º. Subjective evaluation showed 31 patients satisfied, 2 partially satisfied, and 2 dissatisfied. The final American Orthopaedic Foot and Ankle Society score was 92.1% with excellent or good results and 7.9% with regular results. There were no complaints of metatarsalgias postoperatively. Conclusion: The technique used in the treatment of symptomatic moderate and severe deformities was efficient in quantitative reduction of the deformity, providing high levels of patient satisfaction.

Keywords:Osteotomy/methods; Hallux valgus/surgery; Treatment outcome

Resumo:

Objetivo: Avaliar, qualitativa e quantitativamente, o potencial de correção da deformidade dos ângulos intermetatársico e metatarsofalângico, e o índice de satisfação dos pacientes. Métodos: Por diversas técnicas foram operados 56 pés com deformidade sintomática moderada ou grave entre 2002 e 2011. Destes, foram avaliados 35 pacientes (38 pés) operados com a mesma técnica e pelo mesmo cirurgião, sendo 89% deles do gênero feminino, 57,9% do lado direito e tendo como média de idade 46 anos. As medidas pré-operatórias foram, para ângulo intermetatársico médio, 14,3º e, para ângulo metatarsofalângico médio, 31,6º. O tempo de seguimento foi de 1,7 meses. As medidas radiográficas dos pés em AP e perfil com apoio, bem como a sintomatologia pré e pós-operatória, também foram avaliadas. Utilizaram-se, nas avaliações, o protocolo do serviço onde o estudo foi realizado e o escore da American Orthopaedic Foot and Ankle Society. As vias de acesso foram três: osteotomia cupuliforme da base do I metatarso, capsuloplastia medial metatarsofalângica e tenotomia do tendão adutor do hálux. As osteotomias foram fixadas com dois fios de Kirschner ou com um ou com dois parafusos. Resultados: O ângulo intermetatársico pós-operatório variou, em média, 9,1º e o metatarsofalângico 15,9º. Na avaliação subjetiva, 31 pacientes ficaram satisfeitos, 2 parcialmente satisfeitos e 2 insatisfeitos. O escore final da American Orthopaedic Foot and Ankle Society teve 92,1% com resultados excelentes ou bons e 7,9% com resultados regulares. Não houve queixas de metatarsalgias no pós-operatório. Conclusão: A técnica empregada no tratamento das deformidades sintomáticas moderadas e graves foi eficiente na redução quantitativa da deformidade, propiciando índices elevados de satisfação do paciente.

Descritores:Osteotomia/metodos; Hálux valgo/cirurgia; Resultados de tratamento

[ baixe o PDF ]

Tratamento cirúrgico do pé torto congênito idiopático: resultados com 15 anos de seguimento

Surgical treatment of the idiopatic clubfoot: 15-year follow-up results

Luiz Carlos Ribeiro Lara, Jordanna Maria Pereira Bergamasco, Artur da Fonseca de Souza Marques, Rafael de Paiva Luciano

Abstract:

Objective: To evaluate the late results of surgically treated idiopathic clubfeet, comparing surgical techniques and ages at the time of surgery. Methods: A total of 41 patients (66 feet) were evaluated. Eight feet were excluded due to exclusive conservative treatment and one did not met the minimum follow-up time. We analyzed the results of treatment of 57 clubfeet, with a mean follow-up time of 15 years. The incidence was bilateral in 25 patients, and unilateral in 16 patients. Soft tissues were surgically released with a postero-mid-lateral approach in 30 feet and posteromedial in 27 feet. Results were analysed accordingly to the age at the time of surgery: between 5 and 12 months or between 12 and 24 months. Results were evaluated by the Lehman method and rated as satisfactory (excellent and good), or unsatisfactory (regular and poor). Results: We have obtained 70.2% of satisfactory results (excellent: 40.4%; good: 29.8%) and unsatisfactory in 29.8% (regular: 19.3%; poor: 10.5%). Results on children operated under 12 months old were satisfactory in 62.2%, and 79% in those operated between 12 and 24 months. There was no significant difference in the results comparing the employed techniques and ages at the time of surgery. Recurrence occurred in 56% of the operated feet and complications in 47%. Conclusion: The long term follow-up results of surgically treated idiopathic clubfeet were satisfactory according to Lehman method. No statistical differences were found comparing the surgical techniques. Age at the time of the surgery did not show influence in the results.

Keywords:Foot deformities, congenital; Clubfoot/surgery; Clubfoot/complications; Treatment outcome

Resumo:

Objetivo: Avaliar os resultados tardios do tratamento cirúrgico do pé torto congênito idiopático, comparar as técnicas cirúrgicas empregadas e a idade do paciente no momento da cirurgia. Métodos: A amostra constou de 41 pacientes, com 66 pés tortos congênitos idiopáticos.
Excluíram-se oito pés corrigidos conservadoramente e um pé sem o tempo mínimo de seguimento. Assim, analisaram-se os resultados cirúrgicos de 57 pés tortos congênitos idiopáticos, com tempo médio de seguimento de 15 anos. O acometimento foi bilateral em 25 pacientes e unilateral em 16. Foi empregada a técnica cirúrgica de liberação póstero médio-lateral em 30 pés e liberação posteromedial em 27. Analisaram-se os resultados de acordo com a idade no momento da cirurgia: entre 5 e 12 meses e entre 12 e 24 meses. Os resultados foram avaliados pelo método de Lehman e agrupados como satisfatórios (excelente e bom), e insatisfatórios (regular e ruim). Resultados: Obtiveram-se 70,2% de resultados satisfatórios (excelentes: 40,4%; bons: 29,8%) e insatisfatórios em 29,8% (regulares: 19,3%; ruins: 10,5%). Nas crianças operadas abaixo de 12 meses, os resultados satisfatórios foram encontrados em 62,2% e, naquelas operadas com idade entre 12 e 24 meses, foram em 79%. Não houve diferença significativa dos resultados comparando-se as técnicas empregadas e a idade no momento da cirurgia. Recidivas da deformidade ocorreram em 56% dos pés e as complicações em 47%. Conclusão: Os resultados do tratamento cirúrgico do pé torto congênito idiopático mostraram-se satisfatórios pela pontuação de Lehman. Não foi encontrada significância estatística entre os resultados e as técnicas cirúrgicas empregadas e a idade no momento da cirurgia.

Descritores:Deformidades congênitas do pé; Pé torto/cirurgia; Pé torto/complicações; Resultado de tratamento

[ baixe o PDF ]

Avaliação do tratamento cirúrgico do pé plano adquirido do adulto estágio II

Surgical outcome in acquired flat feet stage II

André Bergamaschi Demore1, Antônio Kim, Leandro Marcantonio Camargo, Anderson Stiegemaier

Abstract:

Objective: The insufficiency of the posterior tibial tendon is one of the major causes of flat feet in adults. A lot is known about its evolution, but its treatment is still questioned, especially in stage II. Aiming at finding the best treatment, we analyzed the clinical results (subjective satisfaction, test on the tip of the feet, supinator strength and the American Orthopaedic Foot and Ankle Society scale pre and post-surgery) and radiographic results (first angle talometatarsal, talocalcaneal angle, height of the medial cuneiform and coverage of the talus) in 13 patients (13 feet) that presented flat feet acquired at an adult stage II. Methods: Patients were treated from January 2001 to August 2008 to fill out the necessary follow-up. There were 11 females; age average was 63.4 years old. Patients with refractory pain from the conservative treatment, age over 50 years old, weakness of the posterior tibia tendon and flat feet at the beginning of adult age were included. Patients who presented with diabetes, infection, inflammatory arthropathies, trauma consequences, tarsal bar, neuroarthropathy and arthrosis were excluded. Results: Out of 13 patients, 9 were considered much better (69.3%), 2 better (15.3%) and 2 worst (15.3%) than before the surgery. The average time for follow-up was of 49 moths (12-94 months). American Orthopaedic Foot and Ankle Society scale for post-surgery was an average of 24 (8-54) and the post-surgery was of 79.3 (28-100). Conclusion: Recovery occurs in the medium term and radiographic findings do not correlate with clinical outcomes.

Keywords:Tenosynovitis; Foot deformities; Posterior tibial tendon dysfunction

Resumo:

Objetivo: A insuficiência do músculo tibial posterior é uma das principais causas de pé plano adquirido do adulto. Muito se sabe sobre sua evolução, porém seu tratamento ainda é controverso, principalmente em relação ao estágio II. No intuito de achar a melhor forma de tratamento, foram analisados, neste trabalho, os resultados clínicos (satisfação subjetiva, teste na ponta dos pés, força supinadora e escala da American Orthopaedic Foot and Ankle Society pré e pós-operatório) e radiográficos (ângulo talo-primeiro metatársico, ângulo talocalcâneano, altura do cuneiforme medial e cobertura dos tálus) de 13 pacientes (13 pés) que apresentavam pé plano adquirido do adulto em estágio II. Métodos: O estudo foi realizado com pacientes tratados no período de janeiro de 2001 a agosto de 2008, para preencher o seguimento necessário. Estes foram submetidos à: osteotomia de medialização, varização e translocação plantar do calcâneo, além de transferência do flexor longo dos dedos. Quanto ao gênero, 11 eram mulheres; a média de idade foi de 63,4 anos. Foram incluídos pacientes com dor refratária ao tratamento conservador, idade acima de 50 anos, fraqueza do tendão tibial posterior e pé plano de início na idade adulta. Foram excluídos pacientes com diabetes, infecção, artropatias inflamatórias, sequela de trauma, barra társica, neuroartropatias e artrose. Resultados: Dos 13 pacientes, 9 consideraram-se muito melhores (69,3%); 2 melhores (15,3%) e 2 piores (15,3%) do que antes da cirurgia. O tempo médio de seguimento foi de 49 meses (12 a 94 meses). A pontuação da American Orthopaedic Foot and Ankle Society pré-operatória média foi 24 (8-54) e a pós-operatória 79,3 (28-100). Conclusão: A recuperação se dá em médio prazo e os resultados radiográficos não se correlacionam aos clínicos.

Descritores:Tenossinovite; Deformidades do pé; Disfunção do tendão tibial posterior

[ baixe o PDF ]

Tratamento do hálux valgo pela osteotomia de Mitchell biplana: apresentação de técnica

Treatment of hallux valgus with biplane Mitchell osteotomy: technique presentatiton

Rui Barroco1, Marina Monteiro, Leticia Diedrichs, João Machado3, Fábio Cemin, Renan Mombach, Oswaldo Nascimento, Silvia Jorge

Abstract:

Objective: To present the changing of Mitchell’s osteotomy in moderate intensity hallux valgus treatment, allied to Herbert’s screw fixation. Methods: Twelve patients were submitted to surgert, 7 females, aged between 51 to 80 years old, with average age of 62.8, and with complaints of disabling pain in in the medial prominence of the first metatarsal, as well as clinical deformity and difficulty in wearing shoes. All patients had already been treated with analgesic measures such as physiotherapy, cryotherapy, orthotics and footwear with wide camera before, with no success. Exclusion criteria were patients previously operated, and mild and severe hallux valgus. The follow-up ranged from 17 to 27 months, with mean of 22.5 months average. Results: We observed an average decrease of 6.3o in the intermetatarsal angle, of 16.4 o in the hallux valgus angle and 4.5o in the distal metatarsal articular angle. The relative length I-II metatarsal decreased on average 2.6 mm, and the deviation sesamoideo decreased on average 1o.. There was no loss of reduction in radiographic evaluation, pseudarthrosis or necrosis of the head of the first metatarsal in any patient, and the previously complaints were resolved in all cases. We have achieved improvement according to American Orthopaedic Foot and Ankle Society criteria for halux from 57.7 to 91.5. Conclusion: The modification of Mitchell technique, by means of double osteotomy similar to Chevron osteotomy instead of two parallels osteotomies as usual, allied to fixation with Herbert cannulated screw type, allows greater stability of the focus relative to suture steel. The modification of the technique, with the screw and the two planes suggests less risk of pseudoarthrosis, and prevent loss of lateral displacement of the metatarsal head. It is believed that this is a safe and suitable for the treatment of moderate hallux valgus.

Keywords:Hallux valgus; Osteotomy; Evaluation studies

Resumo:

Objetivo: Apresentar a modificação do plano da osteotomia de Mitchell no tratamento do hálux valgo de intensidade moderada, com uso de fixação rígida com parafuso do tipo Herbert canulado. Métodos: Foram operados 12 pacientes, sendo 7 do gênero feminino, com idades variando entre 51 e 80 anos e média de 62,8 anos, e com queixa de dor incapacitante na proeminência medial do primeiro metatarsal, assim como deformidade clínica e dificuldade para calçar sapatos. Todos os pacientes já haviam sido tratados com medidas antiálgicas, como fisioterapia, crioterapia, órteses e calçados com câmera anterior larga, sem sucesso. Os critérios de exclusão foram pacientes previamente operados, hálux valgo leve e grave. O tempo de acompanhamento dos pacientes variou de 17 a 27 meses, com média de 22,5 meses. Resultados: Observou-se a diminuição média do ângulo intermetatarsal em 6,3o, do ângulo de valgismo do hálux em 16,4o, e do ângulo articular distal metatarsal em 4,5o. O comprimento relativo I-II metatarsal diminuiu em média 2,6mm, e o desvio sesamoideo diminuiu, em média, 1o. Não houve perda da redução na avaliação radiográfica dos referidos ângulos, pseudoartrose ou necrose da cabeça do I metatarsal em nenhum paciente, e as queixas previamente existentes foram sanadas em todos os casos. Obtive-se uma melhora no critério da American Orthopaedic Foot and Ankle Society para hálux, de 57,7 para 91,5. Conclusão: A modificação da técnica de Mitchell, por meio de dupla osteotomia semelhante à osteotomia de Chevron, ao invés das duas osteotomias paralelas da versão original, aliada à rígida fixação com parafuso do tipo Herbert canulado, permite maior estabilidade do foco em relação à fixação com fio de aço. A modificação da técnica, com o parafuso e os dois planos, sugere menor risco de pseudoartrose, além de impedir a perda do deslocamento lateral da cabeça metatarsal. Acredita-se que essa é uma opção segura e adequada para o tratamento do hálux valgo moderado.

Descritores:Hallux valgus; Osteotomia; Estudos de avaliação

[ baixe o PDF ]

Reconstrução de lesão crônica da sindesmose tibiofibular distal com o tendão fibular longo

Reconstruction of chronic injury of the distal tibiofibular syndesmosis by peroneus longus tendon

Mário Kuhn Adames, Gustavo Batista Birro, Renan Gallas Mombach

Abstract:

Objective: The dynamic stability and congruence of the ankle joint have direct relationship with the integrity of distal tibiofibular syndesmosis ligament complex, especially if associated with fracture and/or dislocation in the ankle. The acute injury has systematic classification and treatment, but in chronic injuries the literature is scarce and still does not have a standardization of its treatment. The main change is anatomical talar translation under the tibia, mainly if the foot was in eversion force and rotating the ankle. Clinically, the patients with chronic syndesmotic lesion complain of pain and instability with more than 3 months from the initial trauma. The objective of this paper was to evaluate patients submitted to ligamentoplasty in accord with the Grass et al. method, seeking to rebuild the normal anatomical relations of syndesmosis complex. Methods: We have done the ligamentoplasty in seven patients who presented with pain and chronic instability of the syndesmosis and whose X ray showed syndesmosis joint clear space >1cm, after trauma in external rotation of the foot and pronation ankle joint, associated or not with fracture. Other injuries were present in cases with osteochondral lesion of the talus and in three cases with fibula fracture type AO-44C3. Results: The mean follow-up was 62 months (ranging from 26 to 110 months). Six patients returned their activities prior to injury and were satisfied with the surgery’s outcome. Two patients had decreased the ankle mobility between 10 and 30o of dorsi-flexed, probably due to advance aspect of the osteoarthritis of ankle, being that a patient was unhappy due to preoperative osteoarthritis of the ankle, and one patient was dissatisfied because of functional limitation resulting from the tibiofibular synostosis. In the postoperative period, there was no case of infection but there was a case of neuropraxia of the common fibular nerve with remission. Six patients had improvement in edema and instability, with gain of strength and skill in daily activities. In the latest assessment, all patients had improvement according to the American Orthopaedic Foot and Ankle Society (AOFAS) score, with an average of points ranging from 79.71 (58 to 92 points), being that the lower results had a direct relationship with the overweight patients and preoperatively cartilaginous injury stage at the ankle joint.(Conclusion: retirar)In conjecture, the ligamentoplasty with flap of peroneus longus tendon proved to be effective in reconstruction and stabilization of the syndesmosis ligament complex of the distal tibia with improved function and decrease pain. We believe that larger studies must be conducted to standardization of treatment of chronic injury of the syndesmosis.

Keywords:Ankle joint; Joint instability; Ligaments, articular/injuries; Ligaments, articular/surgery

Resumo:

Objetivo: A estabilidade dinâmica e a congruência da articulação do tornozelo têm relação direta com a integridade do complexo ligamentar da sindesmose tibiofibular distal, principalmente quando associada a fratura e/ou luxações no tornozelo. As lesões agudas têm classificação e tratamento sistematizado, mas, sobre as lesões crônicas, a literatura é escassa e ainda não apresenta uma padronização de seu tratamento. A principal alteração anatômica é a translação do tálus sob a tíbia, principalmente na eversão do pé e rotação do tornozelo. Clinicamente, os pacientes com lesão crônica da sindesmose apresentam-se com dor e instabilidade há mais de 3 meses do trauma inicial. O objetivo deste trabalho foi avaliar pacientes submetidos a ligamentoplastia segundo o método de Grass et al., buscando reconstruir as relações anatômicas normais do complexo da sindesmose. Métodos: Realizou-se a ligamentoplastia em sete pacientes com dor e instabilidade crônica da sindesmose e radiologicamente com espaço claro articular da sindesmose >1cm, após trauma em rotação externa do tornozelo, em pronação na articulação do tornozelo, associado ou não a fratura. Lesão prévia esteve presente em dois casos com lesão osteocondral do tálus e três apresentavam fratura da fíbula alta AO-44C3. Resultados: O seguimento médio foi de 62 meses (variando de 26 a 110 meses). Seis pacientes retomaram suas atividades prévias à lesão e estavam satisfeitos com o resultado da cirurgia. Dois pacientes apresentaram diminuição da mobilidade do tornozelo entre 10 e 30o de dorsi e plantiflexão, provavelmente em razão de quadro pré-operatório de osteoartrose do tornozelo, sendo que um paciente estava insatisfeito devido à limitação funcional decorrente da sinostose tibiofibular. No período pós-operatório, não houve nenhum caso de infecção, mas houve uma neuropraxia de nervo fibular comum, com remissão. Seis pacientes apresentaram melhora do quadro de edema e instabilidade, com ganho de força e habilidade nas atividades diárias. Na última avaliação, todos os pacientes apresentavam melhora, segundo o escore da American Orthopaedic Foot and Ankle Society (AOFAS), com uma média de 79,71 pontos, variando de 58 a 92 pontos, sendo que os resultados inferiores tiveram uma relação direta com o sobrepeso dos pacientes e o estágio pré-operatório da lesão cartilaginosa na articulação do tornozelo. Conjecturamos que (Em conjetura

Descritores:Articulação do tornozelo; Instabilidade articular; Ligamentos articulares/lesões; Ligamentos articulares/cirurgia

[ baixe o PDF ]

Impacto anterior nos tornozelos de jogadores profissionais de futebol: avaliação radiográfica

Impacto anterior nos tornozelos de jogadores profissionais de futebol: avaliação radiográfica

Otaviano de Oliveira Júnior, Fabrício Melo Bertolini, Alípio Aguiar Paiva, Clebs Matheus Moura Braga, Leonardo Wagner Nébias de Andrade, Rodrigo Campos Pace Lasmar

Abstract:

Objective: To identify and quantify the main radiographic changes in soccer player’s ankles and demonstrate that these lesions can occur without symptoms, especially the anterior impact. Methods: We used a transversal cohort study, with the recruitment of participants occurring from May 2007 to August 2008. Results: Thirty-five athletes with mean age of 22,9 years old (standard deviation=5.4) and 13.1 years (standard deviation=4.9) of sports practice were evaluated. The most common radiographic finding was tibial osteophytes at the anterior portion of ankle joint (60%). Conclusion: Radiographic changes can occur in professional soccer player’s ankles even without symptoms, and the tibial osteophytes at the anterior portion of the ankle joint is the main alteration.

Keywords:Ankle/radiography; Athletic injuries; Sports medicine; Soccer; Osteophyte

Resumo:

Objetivo: Identificar e quantificar as principais alterações radiográficas nos tornozelos de atletas profissionais de futebol e demonstrar que tais lesões, principalmente o impacto anterior, podem ocorrer sem sintomas. Métodos: Foi utilizado um estudo de delineamento de coorte transversal, tendo o recrutamento de participantes ocorrido no período de maio de 2007 a agosto de 2008. Resultados: Foram avaliados 35 atletas, com média de idade de 22,9 anos (desvio padrão=5,4) e com média de prática esportiva de 13,1 anos (desvio padrão= 4,9). O achado radiográfico mais frequente foi o osteófito tibial anterior (60%). Conclusão: Alterações radiográficas ocorrem nos tornozelos de atletas profissionais de futebol, sem sintomas, sendo o osteófito tibial anterior a alteração mais frequente.

Descritores:Tornozelo/radiografia; Traumatismos em atletas; Medicina esportiva; Futebol; Osteófito

[ baixe o PDF ]

Menu interno

Editor Chefe Revista ABTPé

 

 


Jorge Mitsuo Mizusaki

Busca Revista ABTPé