Revista ABTPé 6.1 - Ano: 2012

Artigos

Artrodese subtalar com enxerto em bloco de osso local

Subtalar arthrodesis with local bone block grafting

José Antônio Veiga Sanhudo

Abstract:

In cases of post-traumatic subtalar arthrosis where calcaneal pitch loss exists, there may be impingement of the anterior ankle, which should be corrected by subtalar arthrodesis with an en bloc grafting. The graft is traditionally removed from the iliac bone or an allograft is employed. The author’s proposal is to use the calcaneus posterosuperior apophysis as a source of a bone block graft. The technique exempts an additional incision or the need of a bone bank, and does not increase the procedural morbidity.

Keywords:Calcaneus/injuries; Fractures, bone/complications; Subtalar joint/surgery; Arthrodesis/methods; Bone transplantation; Orthopedic procedures

Resumo:

Nos casos de artrose subtalar pós-traumática com perda da altura do calcâneo, pode haver impacto anterior no tornozelo associado, o que requer a adição de enxerto em bloco na artrodese subtalar. O enxerto é tradicionalmente removido da crista do osso ilíaco ou um enxerto homólogo é utilizado. O autor propõe a utilização de enxerto em bloco removido da apófise posterosuperior do calcâneo. A técnica dispensa uma incisão adicional ao nível da bacia para obtenção do enxerto, o que diminui a morbidade do procedimento e não requer um banco de osso disponível.

Descritores:Calcâneo/lesões; Fraturas ósseas/complicações; Articulação subtalar/cirurgia; Artrodese/métodos; Transplante ósseo; Procedimentos ortopédicos

[ baixe o PDF ]

Comparação biomecânica de duas formas de fixação interfragmentar nas fraturas oblíquas do maléolo lateral

Biomechanical comparison between two forms of interfragmentary fixation in oblique fractures of the distal fibula

José Antônio Veiga Sanhudo

Abstract:

Objective: To compare the axial loading strength of interfragmentary fixation by two 2-mm mini-fragment screws with the traditional 3.5-mm small-fragment interfragmentary screw in oblique fractures of the distal fibula (44-B type). Methods: Fourteen ankle models made of plastic bone were divided into two groups: in Group A, seven models were submitted to fracture fixation by two 2-mm mini-fragment screws; in Group B, seven models were submitted to fracture fixation by one 3.5-mm small-fragment screw. Each sample was submitted to a resistance essay of static compression loading with a proper equipment (EMIC DL 10000 model) at the rate of 5 mm per minute; loading (in Newtons) versus displacement (in mm) was monitored until strength was lost. Results: The comparison between fixation types regarding maximal loading revealed no statistically significant difference between types (t=1.03; gl=12; p=0.326), even though the Group A presented higher resistance to maximum loading than the Group B. Conclusion: The results of this study in sawbones have demonstrated that the use of two mini-fragment screws for interfragmentary stabilization do not pose any biomechanical disadvantage on axial loading as compared to the recommended by AO/ASIF fixation technique that comprises a single, small fragment screw.

Keywords:Ankle injuries; Fracture fixation; Fracture fixation, internal

Resumo:

Objetivo: Comparar a resistência à carga axial da fixação interfragmentar realizada com dois parafusos de minifragmentos de 2,0 mm com a resistência à carga axial da fixação interfragmentar tradicional com um parafuso de pequenos fragmentos de 3,5 mm, nas fraturas oblíquas da fíbula distal (tipo 44-B). Métodos: Catorze modelos de osso plástico com fraturas idênticas da fíbula distal foram divididos em dois grupos: no Grupo A, sete modelos foram submetidos à fixação da fratura com dois parafusos de minifragmentos de 2,0 mm; no Grupo B, sete modelos foram submetidos à fixação da fratura com um parafuso de pequenos fragmentos de 3,5 mm. Cada modelo foi submetido a um ensaio de resistência à compressão axial estática, por meio de um equipamento próprio para esse teste (EMIC DL modelo 10000) numa velocidade de 5 mm por minuto; carga (em Newtons) versus deslocamento (em mm) foi monitorada até que a resistência fosse perdida. Resultados: A comparação entre os dois grupos em relação à carga máxima não demonstrou diferença estatisticamente significante (t=1,03; gl=12; p=0,326), embora o Grupo A tenha apresentado resistência mais alta à carga máxima do que o Grupo B. Conclusão: Os resultados deste estudo em modelos de osso plástico demonstraram que o uso de dois parafusos de minifragmentos para estabilização interfragmentar das fraturas oblíquas do maléolo lateral não apresentam desvantagem biomecânica em relação à resistência à compressão axial quando comparada com a fixação tradicional com um parafuso 3,5 mm recomendada pela AO/ASIF

Descritores:Traumatismos do tornozelo; Fixação de fratura; Fixação interna de fraturas

[ baixe o PDF ]

Emprego da placa tipo “Puddu” na osteotomia de adição da base do primeiro metatarsal no tratamento do hálux valgo

First metatarsal base osteotomy fixed with “Puddu” like plate to treat hallux valgus

Fabrício Melo Bertolini, Rafael Pereira Marques, Vinícius Alvarenga Pereir, Otaviano de Oliveira Júnior

Abstract:

Objective: Hallux valgus corresponds to a lateral deviation of the hallux associated with medial deviation of the first metatarsal head. The aim of this study is to evaluate for improvement in radiographic parameters of the intermetatarsal angle between first and second metatarsal. Methods: The authors evaluated and followed 18 patients (23 feet), out of which 13 were female and 5 male, with moderate to severe hallux valgus surgically treated with the technique of osteotomy of 1st metatarsal and implementation of the national classifiwedge plate, type “Puddu”, associated with the repair of distal soft tissue and minimum monitoring for a period of 24 months. All patients were evaluated for improvement in radiographic parameters of the intermetatarsal angle between first and second metatarsal (AIM) and answered the questionnaire AOFAS for hallux valgus in two different moments: in the appointment for marking the surgery; and 24 months after the surgery. Results: Their ages ranged between 27 and 71 years (average of 47 years). In applying the AOFAS scale, 75% of patients had scores between 20 and 49 (average: 37.65) points before surgery reaching; after surgery, scores were between 60 and 100 (average: 87.00), when reapplied to the same scale.In the radiological study, AIM showed an average improvement of 6.44 degrees. Conclusion: The base osteotomy of the first metatarsal and the application of the national wedge plate Puddu, for the treatment of moderate to severe hallux valgus, has proved to be a safe and effective method, reducing the pre-existing radiographic AIM and leading to satisfactory surgical outcomes in most patients, however, the national plate had to be removed in a significant portion of these, due to its high profile.

Keywords:Hallux valgus/surgery; Osteotomy/methods; Questionnaires

Resumo:

Objetivo: O hálux valgo corresponde a um desvio lateral do hálux associado ao desvio medial da cabeça do primeiro metatarsal. O objetivo deste estudo foi de melhora dos parâmetros radiográficos do ângulo intermetatársico entre o primeiro e segundo metatarso. Métodos: Os autores avaliaram e acompanharam 18 pacientes (23 pés), sendo 13 do sexo feminino e 5 do masculino, com hálux valgo moderado a grave tratados cirurgicamente com a técnica de osteotomia do 1º metatarsal e implantação de placa calço nacional tipo “Puddu”, associada à reparação de partes moles distais e com acompanhamento mínimo por um período de 24 meses. Todos os pacientes foram avaliados quanto à melhora dosparâmetros radiográficos do ângulo intermetatársico entre o primeiro e segundo metatarso (AIM) e responderam ao questionário AOFAS para hálux valgo em dois momentos distintos: o primeiro na consulta de marcação da cirurgia; e o segundo após 24 meses da data cirúrgica. Resultados: A idade dos pacientes variou entre 27 e 71 anos (média de 47 anos). Na aplicação da escala AOFAS, 75% das pessoas estudadas apresentavam pontuação entre 20 e 49 (média de 37,65) antes da cirurgia, atingindo, após o procedimento proposto, pontuação entre 60 e 100 (média de 87,00), quando reaplicada a mesma escala. No estudo radiológico, o AIM registrou melhora média de 6,44 graus. Conclusão: A osteotomia de base do primeiro metatarsal e aplicação de placa calço nacional tipo Puddu, para o tratamento do hálux valgo moderado a grave, mostrou-se um método seguro e eficaz, diminuindo o AIM radiográfico pré-existente e levando aoresultado cirúrgico satisfatório na maior parte dos pacientes, porém necessitou ser retirada em parcela significativa deles devido ao alto perfil da placa nacional.

Descritores:Halluxvalgus/cirurgia; Osteotomia/métodos; Questionários

[ baixe o PDF ]

Técnica de Lelièvre modificada para pé plano flexível na criança

Lelièvre modified technique for correction of flexible flat foot in children

Frederico Paz Genuíno de Oliveira, Libardo Ernesto Benavides Rodríguez, José David Pinto

Abstract:

Objective: Prospective clinical, radiographic and pantographic evaluation, to assess the results of Lelièvre Technique modified, with two Blount staples reinforced. Methods: We studied prospectively 18 children (32 feet) with idiopathic and painful flexible flatfoot, operated by Lelièvre Technique modified, between 2006 and 2008, which had not responded to conservative treatment. We assessed the clinical results with the classification of Smith and Millar and the degree of correction on radiographic studies and plantigraphy, using the classification Viladot and the satisfaction index. Results: The results were statistically analyzed. The short-term clinical evaluation showed 12 (37.5%) excellent, 16 (50%) good and resul4 (12.5%) bad results. according to Smith and Millar in the pain parameter. 75% had excellent correction of calcaneous valgus deformity with appropriate subtalar joint mobility. 81% showed excellent clinical correction of the plantar arch. We have obtained 89% satisfactory results. Finally, 93% of patients achieved an arc between normal and grade one according to the Viladot classification. Conclusion: The authors consider this surgical method simple and fast, with few complications, which can achieve a good correction without secondary bone or joint changes. This technique is easily reproducible, low cost and permits a high satisfaction level.

Keywords:Flatfoot/surgery; Flatfoot/radiography; Orthopedic procedures/methods; Child

Resumo:

Objetivo: Realizar uma avaliação clínica, radiográfica e plantigráfica de caráter prospectivo, com a finalidade de avaliar os resultados da Técnica de Lelièvre modificada com dois grampos de Blount reforçados. Métodos: Foram estudadas, prospectivamente, 18 crianças (32 pés) com pés planos pronados flexíveis idiopáticos dolorosos, operados pela Técnica de Lelièvre Modificada, entre 2006 e 2008, com deformidade clínica, radiográfica e plantigráfica, que não responderam ao tratamento conservador. Avaliaram-se os resultados clínicos pela classificação de Smith e Millar, e pelo grau de correção dos estudos radiográficos e plantigráficos, utilizando a classificação de Viladot, além do índice de satisfação. Resultados: Os resultados obtidos foram submetidos à análise estatística. A avaliação clínica de curto prazo apresentou 12 (37,5%) pés excelentes, 16 (50%) bons e 4 (12,5%) ruins, segundo Smith e Millar pelo parâmetro doloroso; 75% tiveram excelente correção da deformidade no valgo do calcâneo, com a articulação subtalar e mobilidade adequadas, embora 81% apresentassem excelente correção clínica do arco plantar. Foram obtidos 89% de resultados satisfatórios. Finalmente, 93% dos pacientes atingiram um arco normal de grau I, segundo a classificação de Viladot. Conclusão: Conclui-se que esse método cirúrgico é simples e rápido, com poucas (ou nenhuma), complicações e pode proporcionar uma boa correção dessa doença, sem ocasionar alterações ósseas ou articulares. Técnica de fácil reprodutibilidade, baixo custo e com um alto índice de satisfação.

Descritores:Pé chato/cirurgia; Pé chato/radiografia; Procedimentos ortopédicos/métodos; Criança

[ baixe o PDF ]

Fraturas por estresse do pé e tornozelo na criança

Foot and ankle stress fractures in children

Marcelo Pires Prado, Alberto Abussamra Moreira Mendes, Bruno Cunha de Medeiros, Carlos Henrique Longo, Laércio Alberto Rosemberg, Marcelo Buarque de Gusmão Funari

Abstract:

Objective: To show the pattern of stress fracture in foot and ankle in children, in exams done in Hospital Albert Einstein orthopaedic radiology department between 2006 and 2009. Methods: The authors analyze epidemiologically 20 consecutive patients with foot and ankle stress fractures, related to regular activities. Results: Authors observe a pattern of more than one bone with stress changes in 80% of the population, and the more frequently involved bones are talus, calcaneous and navicular. Conclusion: A different pattern of stress fracture involvement is present in pediatric patients, considering more than one bone in 80% of the patients.

Keywords:Fractures, stress; Foot injuries; Ankle injuries; Child

Resumo:

Objetivo: Avaliar o padrão de distribuição das fraturas por estresse na população infantil nos exames realizados no período de 2006 a 2009 no serviço de imagem do aparelho músculo esquelético do Hospital Israelita Albert Einstein. Métodos: Os autores realizaram análise epidemiológica de uma série de 20 crianças que desenvolveram lesões ósseas de sobrecarga no pé, relacionadas à intensidade da atividade habitual e à prática de atividade física regular. Resultados: Os autores observaram padrão de ocorrência das fraturas de estresse do pé em crianças em mais de um osso em 80% dos casos, e os ossos mais frequentemente acometidos foram o tálus, o calcâneo e o navicular. Conclusão: O padrão peculiar de envolvimento de mais de um osso e a distribuição das lesões no pé e tornozelo são descritos, e a literatura, revisada sobre este tema.

Descritores:Fraturas de estresse; Traumatismos do pé; Traumatismos do tornozelo; Criança

[ baixe o PDF ]

Correção do “pé caído” por paralisia do nervo fibular, pela transferência do tendão tibial posterior para o dorso do pé via membrana interóssea

Correction of the drop foot by fibular nerve palsy through the transfer of the posterior tibial tendon to dorsal aspect of the foot via interosseous membrane

Thiago de Almeida Monteiro, Eduardo Zaffani, Mauro Roberto Leme da Silva Júnior, Rodrigo Albertini, Helencar Ignácio, Márcio Gomes Figueiredo4 Artigo Original

Abstract:

Objetivo: Avaliar os resultados clínicos e funcionais do tratamento do pé caído por paralisia do nervo fibular comum pela transferência do tendão tibial posterior via membrana interóssea para região dorsolateral do pé. Métodos: Foram avaliados, retrospectivamente, doze pacientes apresentando lesão traumática do nervo fibular comum, analisando-se, no pré-operatório, o nível da lesão, tipo de trauma, uso de órtese, tempo de lesão e presença de equino não redutível passivamente. Os pacientes foram submetidos ao tratamento cirúrgico pela técnica de transferência do tendão tibial posterior via membrana interóssea, no período de março de 2007 a abril de 2011. A média da idade dos pacientes foi de 38,16 anos e tempo de seguimento médio de 20,9 meses. A avaliação do pós-operatório foi por meio de um questionário idealizado pelos autores. Resultados: Dos doze pacientes submetidos ao tratamento cirúrgico, nove utilizavam previamente órteses e, após a transferência do tendão do músculo tibial posterior, apenas dois continuaram as utilizando. Seis pacientes retornaram a atividades recreacionais e apenas um apresentou severa limitação. Sete pacientes não apresentaram anormalidades na marcha e nove apresentaram pés em posição neutra no final do estudo. Conclusão: A transferência do tendão tibial posterior para região dorsolateral do pé via membrana interóssea levou a resultados satisfatórios com melhora da marcha e da posição do pé, dispensando o uso de órteses na maioria dos pacientes avaliados.

Keywords:Pé equino/cirurgia; Transferência de tendão; Nervo fibular; Paralisia

Resumo:

Objective: To evaluate the clinical and functional results of the treatment of drop foot due to lesions of common peroneal nerve, by posterior tibial tendon transfer through the interosseous membrane to the dorsal side of the foot. Methods: We retrospectively evaluated twelve patients with traumatic injury of the common peroneal nerve, analyzing, preoperatively, the level of injury, type of trauma, use of orthoses, time of injury and the presence of equine non-reducible passively. The patients underwent surgical treatment of foot drop by this technique from March 2007 to April 2011. The mean age was 38.16 years and mean follow-up of 20.9 months. The postoperative evaluation was done by a questionnaire created by the authors. Results: Nine of the twelve patients used orthoses previously. After the transfer of the posterior tibial tendon, only two patients remained using orthoses. Six patients returned to recreational activities and only one had severe limitation. Seven patients showed no abnormalities in gait. Nine patients present feet in neutral position at the end of the study. Conclusion: The transference of the posterior tibial tendon to the dorsal side of the foot thought the interosseous membrane led to satisfactory result with improvement of gait and foot position not requiring the use of orthoses in most patients.

Descritores:Equinus deformity/surgery; Tendon transfer; Peroneal nerve; Paralysis

[ baixe o PDF ]

Menu interno

Editor Chefe Revista ABTPé

 

 


Jorge Mitsuo Mizusaki

Busca Revista ABTPé